Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Novo acordo ortográfico: acento agudo

POR:
NOVA ESCOLA

O acento agudo desaparece das palavras da língua portuguesa em três casos, como se pode ver a seguir: 

  • nos ditongos (encontro de duas vogais proferidas em uma só sílaba) abertosei e oi das palavras paroxítonas (aquelas cuja sílaba pronunciada com mais intensidade é a penúltima).
 COMO É HOJE  COMO VAI FICAR
 assembléia  assembleia
 heróico  heroico
 idéia  ideia
 jibóia  jiboia

 

NO ENTANTO,

as oxítonas (palavras com acento na última sílaba) e os monossílabos tônicos terminados em éi, éu e ói continuam com o acento (no singular e/ou no plural). Exemplos: herói(s), ilhéu(s), chapéu(s), anéis, dói, céu.

 

  • nas palavras paroxítonas com i e u tônicos que formam hiato (sequência de duas vogais que pertencem a sílabas diferentes) com a vogal anterior quando esta faz parte de um ditongo;
 COMO É HOJE  COMO VAI FICAR
 baiúca  baiuca
 boiúna  boiuna
 feiúra  feiura

 

NO ENTANTO,

as letras i e u continuam a ser acentuadas se formarem hiato mas estiverem sozinhas na sílaba ou seguidas de s. Exemplos: baú, baús, saída.
No caso das palavras oxítonas, nas mesmas condições descritas no item anterior, o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, Piauí.

 

  • as formas verbais que têm o acento tônico na raiz, com o u tônico precedido das letras g ou q e seguido de e ou i. Esses casos são pouco freqüentes na língua portuguesa: apenas nas formas verbais de argüir e redargüir.
 COMO É HOJE COMO VAI FICAR
 argúis  arguis
 argúem  arguem
 redargúis  redarguis
 redargúem  redarguem
Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias