Analise gráficos de diferentes tipos

Material de apoio: Apresentação

POR:
Wellington Soares

Nem sempre os gráficos gerados em computador são adequados aos contextos de problemas enfrentados no dia a dia. Faça a turma refletir sobre esse assunto

 

 

Na reportagem "Próxima parada: assalto" (VEJA 2392, 24 de setembro de 2014), alguns gráficos apresentam o panorama dos roubos de carga no Brasil. A organização da matéria pode ser um bom gancho para discutir o uso desse recurso informativo. Na apresentação abaixo, há gráficos gerados por programas de computador. Eles podem servir para discussões com a turma.

Mostre o Prezi para a turma e utilize o texto que o segue como material de apoio durante o planejamento da aula.

 

 

Comentário sobre situação 1
Dos três gráficos apresentados, apenas os dois últimos são adequados para representar os dados obtidos. Gráficos de linha, como os do exemplo um, são ideais para situações em que a variável - a característica medida - é quantitativa, ou seja, numérica. No caso, a variável "Clube para o qual o aluno torce" é qualitativa - expressa uma qualidade.

As duas últimas figuras permitem analisar a situação de diferentes maneiras. No segundo gráfico, de colunas, pode-se comparar a quantidade absoluta de torcedores de cada clube. Já no gráfico de setores (figura 3), observamos a quantidade de torcedores de um determinado time em relação ao todo.

Comentário sobre situação 2
O tipo de gráfico apresentado é conhecido como polar - ou radar, nos programas de computador. Com ele, pode-se acompanhar fenômenos que se repetem ciclicamente - no caso, a ida dos condôminos à piscina. Os pontos mais distantes do centro mostram os meses em que o fenômeno é mais comum e os mais próximos, quando são menos comuns. Com base no gráfico, a administração poderia concluir que a necessidade de manutenção da piscina é menor nos meses de inverno.

Comentário sobre situação 3
A escala utilizada no primeiro gráfico pode gerar equívocos na sua interpretação. A distância entre a nota inicial e a nota final parece grande, pois o gráfico mostra apenas o intervalo entre a nota inicial e a final. O gráfico com uma escala adequada, que mostra todas as notas possíveis, favorece uma interpretação mais adequada da variação das notas do aluno.

Fonte: Cássio Cristiano Giordano
Mestrando em Educação Matemática na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias