Professor, será que ainda vou crescer?

O pôster encartado nesta edição vai ajudá-lo a responder a essa e outras questões sobre o corpo que tanto preocupam os adolescentes

POR:
Gustavo Lourenção, Paulo Araújo

O cartaz que Escola traz para você é um ótimo ponto de partida para analisar com a garotada o "estiramento" do corpo durante a adolescência e para desenvolver um trabalho de conscientização sobre o valor de uma boa alimentação. O material destaca alguns ossos, como o fêmur o maior do nosso corpo , e explica como é complexa a formação do crânio, da coluna vertebral e do tórax. Você pode utilizá-lo nas aulas de Educação Física, convidando os alunos a comparar seu tamanho atual com o que tinham ao nascer. Já para as aulas de Ciências, um experimento simples torna claras duas propriedades dos ossos: a rigidez e a resistência.


O crescimento, do nascimento à puberdade


Material necessário

? Balança; 

? Fita métrica; 

? Tinta guache preta; 

? Fichas para anotações; 

? Folhas de papel. 

Estas atividades, ideais para as aulas de Educação Física, foram sugeridas pelos professores Cleusa Maltemp e Márcio Gusmão, da Escola Nossa Senhora das Graças, em São Paulo. Indicadas para estudantes de 5ª a 8ª série, elas permitem a você analisar com a turma o crescimento acelerado que acontece na puberdade.


? Com o pôster à vista de todo o grupo, fale que os ossos dão sustentação e auxiliam os movimentos do corpo, além de proteger os órgãos internos e ajudar as células produtoras de sangue.

? Peça à garotada que traga uma cópia do "exame do pezinho", onde está registrada a impressão da planta do pé, cujo tamanho será utilizado como termo de comparação durante o trabalho.

? Pergunte: como crescemos? Não exija o uso de termos científicos nas respostas. O importante é que o grupo se conscientize sobre as transformações pelas quais seu próprio corpo passa.

? Lembre de que crescemos porque nossos ossos crescem. Explique que o processo começa na gestação quando as cartilagens vão se tornando ossos e segue até o final da adolescência.

? Provoque a garotada: será que homens e mulheres crescem no mesmo ritmo? Explique que todos passamos por um período de estirão na puberdade, fenômeno que atinge primeiro as meninas. Enquanto nas garotas a bacia fica mais larga, os garotos percebem a expansão do tórax e dos ombros.

? Diga que para fortalecer os ossos são necessárias a prática regular de exercícios e uma alimentação rica em proteínas e sais minerais.

? Aproveite a proximidade do final do ano letivo para medir e pesar a moçada. Anote os dados em fichas individuais e convide o grupo para fazer uma nova impressão da planta do pé. Para isso utilize tinta guache preta e papel.

? Combine com o grupo repetir a operação seis meses depois um intervalo de tempo no qual as mudanças no corpo dos adolescentes já são perceptíveis. De posse de todos os dados, oriente uma comparação de peso, altura e tamanho dos pés.

Como os ossos se tornam rígidos e resistentes

Materia necessário:

? Dois ossos de coxa de galinha 

? Copo 

? Vinagre 

? Fogareiro

Para as aulas de Ciências, Carlos Eduardo Godoy, assessor das Escolas Móbile e Ofélia Fonseca, de São Paulo, propõe uma experiência simples para demonstrar a rigidez e a resistência dos ossos. A aula é ideal para a 7ª série.

? Fale com a garotada sobre duas substâncias fundamentais para a formação do esqueleto: o fosfato de cálcio (mineral) e o colágeno (proteína). O cálcio fornece a rigidez necessária para suportar o peso do organismo. Já o colágeno dá aos ossos a resistência (elasticidade) necessária para suportar diferentes tensões sem que se quebrem.

? Coloque um dos ossos de galinha num copo com vinagre e deixe-o de molho por sete dias.

? Na semana seguinte, retire o osso da solução e peça que a garotada o manuseie, tentando dobrá-lo. Solicite que observem e registrem no caderno o que acontece com a peça.

? Segure o osso que não foi submetido a ação do vinagre com uma pinça e coloque-o sobre a chama do fogareiro por alguns minutos. Espere esfriar e convide os alunos a tentar dobrá-lo com as mãos. Proponha novas anotações.

? Qual a explicação para os dois casos? Você pode ajudar a turma a encontrar as respostas utilizando o glossário (abaixo). Eles devem compreender que o osso colocado no vinagre perde os sais minerais e fica só com o colágeno. Por isso torna-se mais maleável. Já aquele submetido ao calor perde o colágeno e, por isso, se quebra ao ser pressionado.

? A partir daí, lance outras perguntas: que propriedades dos ossos foram perdidas e quais foram mantidas em cada um dos experimentos? Que substâncias dão aos ossos essas propriedades? Qual a importância delas para o nosso organismo? Que alimentos fornecem as substâncias necessárias para que os ossos sejam formados com as propriedades necessárias para desempenhar bem suas funções?

? De posse das informações, proponha a elaboração de um cardápio semanal saudável e balanceado.

Glossário

Rigidez: propriedade que permite aos ossos sustentar o organismo, mantendo sua forma. Exemplo: um giz é rígido, mas não é resistente, pois se quebra facilmente.

Resistência: propriedade que permite aos ossos suportar tensões e esforços sem se quebrar. Exemplo: um pedaço de couro é resistente, mas não é rígido, pois não mantém a mesma forma quando submetido a alguma força.

Quer saber mais?

Escola Móbile, R. Araguari, 167, 04514-040, São Paulo, SP, tel. (11) 5536-4402, e-mail: mobile@escolamobile.com.br

Escola Nossa Senhora das Graças, R. Tabapuã, 303, 04533-010, São Paulo, SP, tel. (11) 3842-0481, e-mail: gracinha@grupo.org.br

Escola Ofélia Fonseca, R. Bahia, 892, 01244-000, São Paulo, SP, tel. (11) 36619809, e-mail: ofelia@ofelia.com.br

BIBLIOGRAFIA
Educação Física e Desportos, Hudson Teixeira, 288 págs., Ed. Saraiva, tel. (11) 3611-3344, 37 reais 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias