Ideb 2013: apenas anos iniciais do Ensino Fundamental alcançaram meta

POR:
Wellington Soares, Laís Semis

Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013, divulgados no dia 5 de setembro, mostram que o país não conseguiu cumprir os objetivos estabelecidos para os anos finais do Ensino Fundamental e para o Ensino Médio. Nas séries iniciais, o índice ficou acima do estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC). (Veja gráfico abaixo)

 

Clique para ampliar

No Ensino Médio, apenas três estados alcançaram ou superaram a meta. Nos anos finais do Ensino Fundamental, foram oito e, nos anos iniciais, 25. (Veja quais nos mapas abaixo)

 Cumprimento das metas do Ideb, por estado

Clique para ampliar

Regressão
Chama a atenção a quantidade de redes em que houve queda em comparação aos dados de 2011. No Ensino Médio, foram 14 unidades da federação, além de outras cinco em que não houve alteração. Avançaram apenas Piauí, Pernambuco, Alagoas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal.

Para os anos finais do Ensino Fundamental, houve regressão em seis estados (Pará, Amapá, Tocantins, Sergipe, Santa Catarina e Mato Grosso). Outros sete alcançaram o mesmo valor do Ideb anterior (Distrito Federal, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Piauí, Maranhão e Roraima) e os demais estados superaram a meta.

Já nos anos iniciais, o quadro se inverteu: apenas dois estados apresentaram resultados piores do que os alcançados em 2011 (Rio de Janeiro e Amapá). Além deles, o Maranhão se manteve estável e o restante avançou.

O Ideb é o principal valor medido pelo MEC e serve como referência para a implantação de diversas ações tanto pelo Ministério e pelas redes quanto pelas escolas de todo o país. Seu cálculo é baseado nas médias alcançadas pelos alunos do 5º e do 9º anos do Fundamental e do 3º do Ensino Médio na Prova Brasil/Saeb e nas taxas de aprovação em cada etapa de ensino.

Os dados completos do Ideb 2013 estão disponíveis no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pelo cálculo.

O Jornal da Educação do dia 12 de setembro voltará a tratar desses resultados.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias