O que muda em Portugal com o novo acordo ortográfico

POR:
NOVA ESCOLA
O que muda em Portugal com o Novo Acordo Ortográfico
O que muda na grafia das palavras em português de Portugal?

Boa parte das mudanças previstas no novo acordo não afeta o português escrito no Brasil, mas tem relação direta com a grafia atual das palavras em Portugal.

Um exemplo é a eliminação da letra h no início de palavras como herva e húmido (que há muito tempo são erva e úmido por aqui e passarão a ser escritas só dessa forma em todos os países lusófonos). Além disso, como regra geral, desaparecem o c e o p das palavras em que essas letras não são pronunciadas.

COMO É HOJE
COMO VAI FICAR
acção
ação
aflicto
aflito
colectivo
coletivo
director
diretor
exacto
exato
baptizar
batizar

NO ENTANTO,

em alguns casos em que a letra c é pronunciada, seu uso poderá ser facultativo. Exemplos: facto, sector.

O acordo prevê também dupla grafia (ou seja, a forma de escrever é opcional, conforme o uso mais comum em cada local) nas palavras proparoxítonas cuja vogal tônica admita mudança de timbre. Exemplos: acadêmico (ou académico, grafia mais comum em Portugal), cômodo (ou cómodo), ingênuo (ou ingénuo), oxigênio

(ou oxigénio).

As chamadas proparoxítonas aparentes também permitem dupla grafia: gênio (ou génio), insônia (ou insónia).

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias