Todos alfabéticos

Conheça Milca Luiza Toyneti dos Santos, vencedora do Prêmio Victor Civita - Professor Nota 10.

POR:
Beatriz Santomauro
Foto: Marcos Rosa
Foto: Marcos Rosa. Clique para ampliar

Ensinar a ler e a escrever toda a sala de 2o ano da EE Professor João Caetano da Rocha, em Itápolis, a 365 quilômetros de São Paulo, foi um grande feito para Milca Luiza Toyneti dos Santos. Isso porque o primeiro diagnóstico da turma, formada por 25 crianças de 6 e 7 anos, mostrou que a maioria era pré-silábica (em fase mais inicial da escrita) e apenas uma era alfabética (com escrita convecional). Para dar conta do trabalho, ela criou uma rotina que alternava ou combinava, de forma equilibrada, atividades de escrita e leitura.

Além de ler para os alunos todos os dias, tomando o cuidado de variar os gêneros textuais, ela propunha a eles a leitura e a escrita de nomes próprios, listas diversas e textos que tinham de memória, como as cantigas e as parlendas. As rianças trabalhavam tanto individualmente como em duplas. Assim, todos se alfabetizavam enquanto desenvolviam comportamentos leitores e escritores.

No projeto que rendeu o Prêmio Victor Civita a Milca, foi esencial a documentação das atividades escritas pela turma, acompanhadas de observações reflexivas sobre cada aluno. "Com base nos registros, eu podia preparar as aulas, acompanhar a evolução do grupo e replanejar o encaminhamento das atividades sempre que necessário", explica.

Portfólio

Veja os trabalhos feitos por Gabriela Pastore, aluna da professora Milca dos Santos.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias