Juliano Custódio Sobrinho

Alunos do 9º ano de Petrópolis, RJ, investigaram a vida de imigrantes e escravos. O trabalho uniu História Local e do Brasil

POR:
Ana Rita Martins
Foto: Gilvan Barreto
Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10

Para ensinar um conteúdo clássico - a transição do trabalho escravo para o assalariado no fim do século 19 -, o professor Juliano Custódio Sobrinho propôs que os alunos do 9º ano recorressem à história de seus familiares.

A proposta era recolher relatos de pais, avós e moradores antigos de Petrópolis, a 72 quilômetros do Rio de Janeiro, em busca de pistas que explicassem como a imigração europeia substituiu a mão de obra escrava na cidade.

Transitando por todos os procedimentos necessários a uma investigação em História Oral (como a montagem da pauta de entrevistas, a coleta de depoimentos e sua análise crítica), os estudantes compreenderam como se se realiza um projeto de pesquisa.

Reforçado com informações de fontes escritas o trabalho se transformou num mosaico de informações sobre a História na cidade, onde a família imperial passava o verão. "O conteúdo produzido pela turma foi entregue a um centro cultural e virou material de pesquisa para os moradores", conta.

Juliano Custódio Sobrinho

EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, Petrópolis, RJ
Disciplina História
Conteúdo Trabalho escravo e assalariado no século 19
Ano

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias