Faça um 15 de novembro diferente

Aproveite o Dia da Proclamação da República e convide sua turma a refletir sobre nosso sistema de governo

POR:
Débora Didonê

"Na campanha eleitoral de 2006, resgataram-se termos como 'espírito republicano' e 'os valores da república'", observa o historiador Marco Antônio Villa, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Uma semana antes da data em que se comemora a proclamação da República (feriado em que muitos planejam descansar e passear, sem refletir sobre o motivo da pausa), surge um bom momento para você discutir com seus alunos: afinal, o que é a República?

Em 1889, quando o marechal Deodoro da Fonseca a proclamou, ainda vigorava a monarquia. Ou seja, além de o povo não participar das decisões sobre o destino do país (que é a proposta do sistema republicano), todo o poder político se concentrava nas mãos do imperador Dom Pedro II. O quadro se modificou quando ele sofreu o golpe militar que o tirou do trono - o que foi considerado o início da nossa República. Porém, se o império caiu para dar lugar ao militarismo, quando começamos de fato a viver numa República? "Curiosamente, valores clássicos como a ética e a participação do cidadão (nas decisões do Governo) não estavam presentes nesse período inicial", diz Villa.

A partir desse fato, provoque discussões e uma reflexão mais aprofundada entre seus alunos sobre o assunto. Afinal, a data é muito mais que um feriado. Peça que a turma confronte artigos e entrevistas, converse com especialistas por meio da internet, visite museus, faça pesquisas e leia livros sobre o tema - até de literatura. Essas são apenas algumas das atividades que podem fazer florescer o espírito crítico dos alunos sobre uma data que fala tanto de nossa história, mas acaba se tornando banalizada.

Aproveite as fontes de pesquisa apresentadas abaixo para ampliar as opções de material em sala de aula. Aqui você encontra links de textos sobre o momento da proclamação, debates sobre o conceito de república, entrevistas com especialistas, acervos de museus, curiosidades sobre os costumes da época e outros tipos de literatura. Boa aula e, só então, bom feriado!

Textos e entrevistas

Nos sites abaixo, você encontra informações sobre o processo de mudança do regime de governo no Brasil e conceitos sobre a participação popular nos rumos do país e discussões sobre até que ponto realmente vivemos em um país republicano.


Do golpe militar aos governos civis (UOL)
A República, os primeiros tempos (Terra)
A proclamação da República (Terra)
Uma república chamada Brasil (Ciência Hoje das Crianças)
Brasil ainda não é uma república democrática (MST)
Povo pode manifestar-se sobre temas polêmicos (UOL)
Há dois modos de participação popular no regime democrático (UOL)

Pesquisa

O site do Centro de Referência da História Republicana Brasileira do Museu da República, no Rio de Janeiro, permite inúmeras pesquisas sobre linha do tempo da presidência, personalidades, acontecimentos marcantes e curiosidades sobre os costumes de diferentes épocas.

O Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, oferece o acervo mais completo da história do Brasil, com relíquias de todos os períodos econômicos do país.

Uma linha do tempo da história do Rio de Janeiro, antiga capital federal, está disponível no site da prefeitura carioca e mostra fatos e personalidades do período de 1565 a 1892.

Está disponível na internet para download uma tese de doutorado elaborada por Gilberto Maringoni de Oliveira, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Usp. Seu texto traz a trajetória artística do caricaturista ítalo-brasileiro Angelo Agostini (1843-1910), que testemunhou o advento da República e foi o principal artista gráfico no Brasil na segunda metade do século 19.

Conheça a lei do plebiscito de 1993. Sua turma provavelmente não irá se lembrar, mas nesse ano a população teve de escolher nas urnas entre monarquia e república (parlamentarista ou presidencialista). Com esse material, é possível levar a garotada a discutir o que aconteceria se a monarquia voltasse a ser o nosso sistema de governo.

Veja os resultados finais do plebiscito de 1993, por Estado e região do país.

Para saber mais sobre o marechal Deodoro da Fonseca, responsável pela Proclamação da República, acesse o site da Presidência da República.

Interatividade

Faça um passeio com sua turma pelo infográfico produzido pela revista Aventuras na História sobre a última festa da monarquia realizada antes do golpe que destituiu Dom Pedro II.

O jornalista Ricardo Noblat, que escreve sobre política, oferece em seu blog um leque de artigos e entrevistas e espaço para a opinião dos leitores.

Livros on-line

Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, descreve o cenário do Governo de Floriano Peixoto, primeiro vice-presidente e segundo presidente do Brasil.

Esaú e Jacó, de Machado de Assis, conta a história de dois irmãos: um republicano e um monarquista.

Bibliografia

A queda do Império: Os Últimos Momentos da Monarquia no Brasil, Marco Antônio Villa, 112 págs., Ed. Ática, tel. (11) 3990-1777, esgotado
Os Bestializados: O Rio de Janeiro e a República Que Não Foi, José Murilo de Carvalho, 216 págs., Ed. Companhia das Letras, (11) 3707-3500, 38 reais

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias