O começo de tudo

POR:
NOVA ESCOLA

Objetivos
- Conhecer sociedades que viviam aqui antes de 1500.
- Entender as relações sociais e políticas de comunidades que habitavam a Amazônia
central, a ilha de Marajó, o alto Xingu os sambaquis litorâneos.
- Valorizar as tecnologias e os modos de vida desses povos.

Conteúdos específicos
- Sociedades pré-históricas do Brasil.
- Relações sociais e políticas.
- Tecnologias e modos de vida.

Ano
6º e 7º

Tempo estimado
Três aulas

Material necessário
Mapa do Brasil, sites (Arqueologia Brasileira) e livros (Arqueologia da Amazônia e
Brasil Rupestre) com texto e imagens sobre sociedades antigas.


Desenvolvimento
1ª etapa

Leia com a classe textos sobre Arqueologia e sociedades préhistóricas do Brasil.
Mostre imagens de objetos de pedra, ossos e cerâmica utilizados por elas e pergunte
como eram feitos e usados. Diga que o arqueólogo encontra peças como essas e define
seu tempo de existência. Pergunte sobre a provável idade do material mostrado e peça
um relato sobre o que foi aprendido.

2ª etapa
Divida a turma em grupos de seis e peça que cada um pesquise sobre um dos povos
propostos e os artefatos que produzia. A idade da sociedade, onde ficava e como se
extinguiu devem ser mencionados. Monte um quadro com os seguintes itens: região
geográfica, alimentação, moradia, objetos, rituais, hierarquia. Os grupos devem
preencher os tópicos com informações da sociedade estudada e comparar o levantamento feito na aula anterior com a pesquisa. Oriente os grupos e peça que preparem uma
apresentação com cartazes.

3ª etapa
Na hora do seminário, pendure um mapa do Brasil no quadro para os grupos localizarem
a região habitada pela civilização a ser descrita. Cada aluno do grupo deve abordar
um item do relatório feito. Durante as falas, pergunte se terrenos, matas, rios e
praias eram como agora, o que pode ter mudado e por quê. Fale sobre a diversidade
das populações atuais e que influências receberam das antigas. Proponha que todos
anotem as informações sobre os povos apresentados pelos colegas num quadro igual ao
já trabalhado. Elas facilitam examinar a diversidade dos povos. Peça que cada aluno
escreva por que registrou as informações, como imaginava os antigos povos e o que
descobriu. Como lição de casa, eles devem comparar sua pesquisa com a de outra
sociedade e fazer um relatório.

Avaliação
Avalie os textos dos grupos e observe que categorias de comparação foram utilizadas,
assim como semelhanças e diferenças elencadas.

Consultoria: Adriana Fiorito Lorenzetto
Professora de História da Escola da Vila, em São Paulo

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias