Blog Questão de Ensino

Tire suas dúvidas sobre sala de aula

Literatura: uma galeria com as histórias de Clarice Lispector

Neurilene Martins compartilha sugestões de atividades para apresentar Clarice Lispector para as crianças

POR:
Neurilene Martins



No post da semana passada, falamos sobre como a literatura infantil é riquíssima e como autores do público adulto também se dedicaram a ela. Trouxemos algumas propostas para trabalhar os contos de Carlos Drummond de Andrade em sala de aula e hoje compartilho sugestões para apresentar Clarice Lispector para as crianças.

A autora tem um jeito especial de compor as obras infantis ao estabelecer conversas com o leitor ao longo das histórias. Enquanto narradora, ela nos considera nos desdobramentos dos enredos. O mesmo vemos em alguns de seus personagens, como, por exemplo, Ulisses no livro Quase de Verdade. A conversa com as crianças começa assim: “Era uma vez… Era uma vez: eu! Mas aposto que você não sabe quem eu sou. Prepare-se para uma surpresa que você nem advinha”. Mais adiante, Clarice complementa: “se você chamar: ‘Ulisses, vem cá’ – eu vou correndo e latindo para o seu lado porque gosto muito de criança e só mordo quando me batem”. O resultado é que a criançada acaba seduzida por sua leitura.

Em 2014, em parceria com duas educadoras baianas (Ana Sueli Pinho e Maria Laura Petintinga), escrevi sequências didáticas com as obras da autora. Elas foram publicadas no Sistema de Ensino Direito de Aprender (o volume 1 de um material de Língua Portuguesa para 4º ano, editora Geek Educacional Edições e Tecnologia) e nas escolas públicas da cidade de Alagoinhas/BA, que adotou o material, Clarice faz sucesso com crianças e professores. A literatura de qualidade é direito de todos!

Criando uma galeria de personagens
Os personagens de Clarice são diversos, com características marcantes e guiados em narrativas envolventes. Por isso, são bons exemplos para serem analisados pelas crianças. A proposta que trago é a de fazer uma exposição com o perfil dos personagens com base na leitura dos textos de Clarice. Vamos criar uma Galeria de Personagens.

A atividade pode ter como produto final uma exposição na escola que reúna toda a comunidade e que combine textos e desenhos das crianças ilustrando os personagens estudadas.

Para essa sequência, sugiro quatro obras: Quase de Verdade, A Mulher que Matou o Peixe,O Mistério do Coelho Pensante e A Vida Íntima de Laura. Compartilho abaixo algumas sugestões para realizar essa proposta com as turmas do 3º , 4º e 5º anos.

- Inicie com o livro O Mistério do Coelho Pensante. É possível instigar a curiosidade das crianças com a exploração do título: quais são as características de um coelho? Como seria um coelho pensante? Que histórias poderiam ser contadas com esse título?

- Divida o livro em três partes e organize as sessões de leitura em três aulas. Lembre-se de apresentar a autora para a turma e o contexto em que a história foi escrita.

- Ao final da leitura, proponha que as crianças, individualmente, escrevam o perfil do Coelho Pensante. Peça à turma que considere as características físicas e psicológicas do personagem e o papel que ela desempenha na trama. Considere a produção deste perfil como uma avaliação diagnóstica para compreender que elementos ainda não estão claros à turma e leve-os em consideração no planejamento das atividades seguintes.

- Realize sessões para a leitura de cada livro. Instrua que os alunos tomem notas sobre o perfil dos personagens principais. As leituras podem ser feitas em duplas e a atividade pode ser alternada com aulas de pesquisa sobre a autora, que deverá também ter seu perfil produzido pela sala.

- Reserve aulas para que os alunos, em duplas, escrevam os textos e organizem a galeria de personagens. Peça também que produzam pequenas notas sobre a vida e obra de Clarice Lispector.

- Com base nas informações coletadas na avaliação diagnóstica, realize aulas de revisão textual. Analise com os alunos a estrutura do texto e recursos linguísticos e destaque os pontos de dificuldades do grupo. Após as instruções, solicite que as crianças revisem os perfis produzidos.

- Com essas produções em mãos, você pode organizar a exposição em que as crianças façam visitas guiadas ao público expondo o conteúdo da Galeria de Personagens. Não deixe de trazer fotos da autora e desenhos dos personagens feitos pelas crianças para compor o evento.

A sugestão de hoje fica por aqui. Mas nos encontramos novamente na semana que vem!

Um abraço e até lá,
Neury

Tags

Guias

Tags

Guias