Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
01 de Junho de 2008 Imprimir
5 4 3 2 1

As situações didáticas de Geografia

As aulas de Geografia devem incentivar não só a observação do espaço, mas também a interpretação de fatos e a relação entre eles

Por: Rodrigo Ratier, Beatriz Santomauro, Amanda Polato
A Geografia estuda a organização da sociedade e da natureza, a produção do espaço e a interação entre esses elementos. Por meio da disciplina é possível compreender transformações e movimentos em diferentes âmbitos, das mudanças nos arredores de uma avenida que passa a ser centro financeiro aos conflitos entre a necessidade de preservação da natureza e do uso de seus recursos.

Há conceitos básicos que ajudam nesse entendimento, como os de paisagem, lugar e território. "Para estudar o bairro como lugar, por exemplo, vivências, valores e referências espaciais e trajetórias do grupo social a que os alunos pertencem são referências ricas", explica Sueli Furlan, selecionadora do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10.

 

A turma deve ser chamada a observar, descrever, comparar e analisar cenas do cotidiano que possam exemplificar esses conteúdos (veja acima). Pensando nisso, Silvia Cristina Reis Costa Oliveira, que leciona para a 3ª série na UEB Professora Luzenir Mata Roma, em São Luís, propõe a confecção de representações cartográficas do bairro e do trajeto até a escola. Antes disso, as crianças ganharam repertório, conhecendo mapas de verdade e localizando, no do Brasil, regiões, tipos de vegetação e atividades econômicas.

1. Leitura e escrita sobre Geografia

O que é: Atividades em que a garotada tem contato com textos de diversos gêneros (informativos e literários), tanto por meio da leitura quanto da produção escrita. Os objetivos devem ser conhecer ou aprofundar um assunto, saber como um autor encara determinado problema, confrontar opiniões e incrementar o repertório de informações.

Quando propor: Uma vez por semana.

O que a criança aprende: A ler para buscar informações, pesquisar, estudar, tomar notas, formular perguntas e comunicar idéias levando em conta seus objetivos e o interlocutor.

2. Atividades com imagens e mapas

O que é: Elaborar, ler e interpretar a linguagem dos símbolos gráficos, como fotografias comuns, aéreas ou de satélite, mapas, tabelas, gráficos e desenhos. Essas formas representam fenômenos, ajudam na compreensão do espaço e apuram a noção de localização (leia o quadro ao lado). Os mapas podem passar informações diversas, como pontos de referência, escalas que indicam distâncias, legendas que mostram relevo ou temperaturas. Já as fotografias apresentam vários planos e registram a memória coletiva de uma sociedade. Os dois tipos, diferentemente de um texto, têm a qualidade de adotar convenções universais que são entendidas por diversas culturas, não importando o idioma. Além disso, as imagens complementam informações e normalmente chamam ainda mais atenção do que os textos. Porém, assim como os mapas, devem ser lidas do mesmo modo como se lêem textos: para obter informações, conhecer alguma temática ou fazer comparações. O mapa é a base, uma espécie de quadro-negro para a Geografia.

Quando propor: Em todas as aulas da disciplina.

O que a criança aprende: A desenvolver o raciocínio espacial e a compreender informações contidas em mapas e gráficos, além de aplicar conceitos cartográficos.

3. Trabalho de campo

O que é: Saída organizada para pesquisa. Ao ir para fora da escola, a turma é aproximada do objeto de estudo e encaminhada para uma análise do que está sendo visto. Isso abrange a História e a organização e as intervenções sociais. Os trabalhos de campo podem se dar em locais do entorno da escola e em outras áreas do município ou da região. O importante é o observador entender os lugares, conversar com pessoas, coletar informações e registrar. Antes das saídas, leia e busque dados que podem ajudá-lo durante a visita, ensine formas de registro e de coleta de dados. Entrevistas e pesquisas prévias e posteriores são essenciais.

Quando propor: Sempre que for possível e necessário entrar em contato com o objeto de estudo.

O que a criança aprende: A desenvolver a percepção para ler a paisagem, registrar, compreender e construir um olhar aguçado para os fenômenos geográficos.

Quer saber mais?

CONTATOS
EMEF Cleómenes Campos
, R. Bartholomeu C. Bueno, 268, 05089-090, São Paulo, SP, tel. (11) 6104-4528

Sueli Furlan

UEB Professora Luzenir Mata Roma, R. da Pedreira, 65099-070, São Luís, MA, tel. (98) 3241-5789

BIBLIOGRAFIA
A Geografia na Sala de Aula
, Ana Fani Alessandri Carlos, 144 págs., Ed. Contexto, tel. (11) 3832-5838, 24 reais

INTERNET
Em Viagem do Conhecimento, guia para professores

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar