Os vários usos do present perfect

Situações contextualizadas são uma boa opção para explorar o conteúdo sem pressa de esgotá-lo de uma só vez

POR:
Elisângela Fernandes
Os vários usos do present perfect. ©2013 Paws Inc all rights reserved, dist. by Universal Uclick
I have built... Garfield usa o present perfect para explicar uma ação importante que acaba de acontecer - a expressão dele deixa isso claro. Em seguida, se mostra desanimado e, por fim, surge com a boca cheia - ele comeu a réplica

O ensino descontextualizado da gramática em Língua Estrangeira faz com que os alunos fiquem presos a atividades repetitivas, o que dificulta o processo de aquisição da escrita, da leitura e da oralidade. Esse, porém, não é o único motivo que leva a garotada a apresentar um mau desempenho em inglês. Outro problema que frequentemente emperra a aprendizagem é tratar de um conteúdo complexo de forma concentrada. Isso ocorre, por exemplo, com o ensino do present perfect - to have conjugado no presente mais o particípio passado do verbo principal, com a terminação ed no caso dos verbos regulares.

O resultado é que a estrutura costuma ser abandonada pelos estudantes logo que as aulas sobre o conteúdo são concluídas. Eles acabam preferindo usar (inadequadamente) o simple past para tratar de qualquer evento ocorrido no passado, pois enxergam nele mais lógica para se referir a situações que já ocorreram.

De acordo com Vera Lúcia de Oliveira, docente da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), não faz sentido trabalhar de uma só vez todos os usos do present perfect, na tentativa de esgotar o tema rapidamente. "É fundamental sistematizar essa marca linguística aos poucos, à medida que a turma toma contato com seus usos nas situações comunicativas reais", afirma. Foi seguindo essa ideia que a professora Simone Antunes trabalhou com a garotada do 9º ano do CE São Paulo Apóstolo, em Curitiba.

A educadora elaborou uma série de aulas com foco em uma história em quadrinhos que apresentava essa forma verbal, embora não tenha ficado restrita ao ensino do present perfect. Ela explorou com os estudantes vários aspectos do material, desenvolvendo atividades de leitura e análise do texto. "Revi minha prática, antes muito focada em gramática, e criei a sequência didática durante uma licença remunerada para participar do Programa de Desenvolvimento Educacional da Secretaria Estadual de Educação do Paraná", ela conta.

Simone elegeu a história Sweeping Problem, assinada pelo norte-americano Harvey Pekar (1939-2010). O quadrinho mostra um homem varrendo o chão, na tentativa de recolher a sujeira (areia para gatos) com uma pá. Nervoso por causa da dificuldade, ele questiona o leitor: "Have you ever tried to sweep something like cat litter into a dust pan?". Nessa situação, o personagem pergunta se alguém já passou por aquela situação alguma vez na vida e lança mão do present perfect porque a pergunta trata de um passado indeterminado.

Para desenvolver um trabalho como o de Simone, não é necessário usar o mesmo quadrinho que ela. Você pode aproveitar os exemplos apresentados aqui. Para escolher um deles, leve em consideração também outros pontos que queira abordar em sala - a presença de marcas linguísticas (shouldn’t na história de Garfield, e would na de Charlie Brown, por exemplo) e aspectos do vocabulário (como a utilização de why e because, na tirinha de Calvin).

Fugir da tradução termo a termo

Os vários usos do present perfect. ©1992 Waterson, dist. by Universal Uclick
You haven't earned e I've never heard... Calvin pede para copiar as respostas de Suzy e ela não deixa. Tanto quando ela explica o motivo da recusa como quando ele comenta a resposta dela, o present perfect serve para fazer referência a situações sem tempo determinado

A primeira providência de Simone foi levantar o que os jovens do 9º ano sabiam sobre quadrinhos. A educadora perguntou se eles tinham o costume de ler o gênero e quais suas características principais. A maioria já conhecia os elementos mais comuns, como balões e onomatopeias.

Sabendo da familiaridade da classe com o material, a professora pôde prosseguir. Ela distribuiu cópias da história Sweeping Problem, mas retirou a parte escrita. Em quartetos, os alunos foram orientados a interpretar as imagens para tentar entender um pouco da história. Eles analisaram o personagem e suas expressões faciais e o ambiente. Depois, compartilharam impressões. Em seguida, a professora liberou o texto para a moçada. "Analisar primeiro o material sem a parte escrita ajuda a lê-lo novamente depois. Com essa estratégia, o contexto serviu como um forte apoio", explica Simone. É fundamental a turma compreender que não precisamos nem devemos traduzir palavra por palavra para dar sentido à leitura. Note que o uso do gênero história em quadrinhos é ideal para essa estratégia, diferentemente do literário ou do informativo, por exemplo, em que as imagens e o texto não se relacionam da mesma maneira.

A estrutura "Have you ever tried…" logo despertou a atenção da turma. Um dos jovens perguntou por que o verbo tried estava escrito no passado se a ação apresentada no desenho acontecia no presente. Outro comentou que have (traduzido por ele como ter) não fazia sentido algum naquela situação. Simone então explicou para a garotada que a composição formada pelos dois verbos não existe na língua portuguesa e que por isso o grupo deveria tentar compreender qual o sentido que o autor quis transmitir na história com esse jeito de escrever - sem insistir na tradução ao pé da letra. Para impulsionar o grupo na tarefa, ela apresentou outros exemplos, como Have you ever broken your leg?

Em seguida, explicou que o conteúdo estudado se chamava present perfect, informou que ele sempre é formado por have mais o verbo principal no past participle, sendo que para she, he e it usa-se has. E destacou que o texto estudado apresentava uma das situações em que é preciso empregar o present perfect.

Para que os alunos lidassem mais com o conteúdo, a educadora organizou uma conversa. O objetivo era levantar questões sobre situações vivenciadas por eles que implicam o uso do present perfect. Por exemplo, Have you ever cleaned your room? Ela fazia as perguntas e os jovens respondiam em voz alta. As falas eram registradas no quadro. Feito isso, a professora questionou se a forma do verbo empregado na resposta fazia sentido. "Às vezes eles usavam o simple past, como em I made up my bed", diz ela. Frente ao cenário, Simone reforçou que o passado simples serve para descrever ações que já foram concluídas em um período determinado.

Por fim, individualmente, os estudantes responderam a mais questões apresentadas por Simone. Após a correção coletiva, a professora pediu que eles falassem quais dos colegas realizavam aquelas atividades. Assim, todos puderam explorar também o emprego de she has e he has.

Os vários usos do present perfect. ©1966 Peanuts Worldwide LLC, dist. by Universal Uclick
... We've been... Lucy reclama para Charlie Brown do ano que está apenas começando. Por isso, para fazer referência a ele, a garota utiliza o present perfect, já que se trata de algo que começou mas ainda está sendo vivenciado

Consultoria Celina Fernandes, professora de Língua Estrangeira

1 O gênero quadrinhos Selecione uma tirinha que tenha pelo menos uma frase no present perfect. Considere também os outros elementos presentes que poderão ser trabalhados. Converse com os alunos sobre o que eles sabem a respeito do gênero e convide todos a estudar o material.

2 Leitura em inglês Organize a classe em quartetos e distribua cópias do material sem a parte escrita. Peça que os estudantes infiram o assunto tratado apenas observando as imagens. Depois, disponibilize o quadrinho com os textos e ajude-os a ler o material levando em conta o que foi visto na etapa anterior. Explique que não é necessário traduzir termo a termo para compreender o conteúdo.

3 Surge o present perfect Se ninguém revelar estranhamento sobre a estrutura do present perfect, questione o sentido dessa marca linguística. O que significa? Por que essa forma verbal foi empregada em vez do simple past?

4 I have made... She has made... Formalize o uso do present perfect em relação ao contexto explorado e dê outros exemplos. Peça que os estudantes respondam por si e por um colega a questões envolvendo a estrutura para que trabalhem com a terceira pessoa do singular também.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Tags

Guias