Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
01 de Maio de 2011 Imprimir
5 4 3 2 1

Qual é a diferença entre "senão" e "se não"?

Por: Eduardo Lima, Rita Trevisan
Aluna escreve em uma folha de papel
Para saber se é necessário separar o "senão", deve-se analisar o contexto da oração. Crédito: Shutterstock

Pergunta enviada por Edilaine Regina Salessi, Valparaíso, SP

Senão

É usado quando assume as seguintes funções no texto:

1. De conjunção alternativa, podendo ser substituída por "caso contrário" ou “a não ser que”. Exemplo:

Devemos trabalhar, senão [caso contrário] o contrato será cancelado.

2. De conjunção adversativa, sendo possível trocá-la por "mas". Exemplo:

Vencemos a partida de futebol não por sorte, senão [mas] por competência.

3. De preposição, tendo o mesmo significado de "com exceção de" ou "exceto". Exemplo:

A quem, senão [exceto] a ele, devo fazer referência durante a palestra? 

4. E de substantivo masculino, significando "falha" ou "defeito". Exemplo:

Minha namorada é quase perfeita. Ela só tem um senão [defeito].

Se não

Só deve ser usado quando o "se" é uma conjunção condicional (substituível por "caso") ou integrante (quando toda a expressão pode ser trocada, com a oração que ela introduz, por "isso", "isto" ou "aquilo"). Exemplos:  

Se não chover [caso não chova], irei encontrar meus amigos.

Perguntei se não iriam chegar atrasados [perguntei isso].

Consultoria Ernani Terra, professor e autor de livros didáticos.

Veja outras dicas sobre a Língua Portuguesa na página S.O.S. Português

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar