Compartilhe:

Jornalismo

Abordagem investigativa: 10 sugestões para estimular o comportamento pesquisador nos estudantes

Estimule processos de pesquisa e oriente investigações para que a turma encontre respostas

PorNairim Bernardo

20/09/2021

Crédito: Getty Images

Para o ensino de Ciências, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) deixa claro que um dos objetivos da escola deve ser proporcionar o contato com processos, práticas e procedimentos da investigação científica. Levando em conta suas vivências, seus interesses e o contato permanente com novos conhecimentos, você pode orientar investigações, para que os estudantes sejam capazes de intervir na sociedade. Tal preocupação também pode ser estendida para outros componentes curriculares.

Na lista abaixo, compartilhamos uma seleção de planos de aula e relatos de projetos já realizados em escolas que estão longe do modelo ultrapassado de aula em que o professor chega com respostas e explicações prontas. Conheça formas de aproveitar o interesse dos alunos, lançar mão de temas atuais, de objetivos de conhecimento e de habilidades para propor que a classe encontre respostas e soluções colocando a cabeça para pensar e as mãos na massa.

  1. Como a pesquisa científica se encaixa na escola?
    Em uma escola pública do Rio Grande do Sul, uma coordenadora apresentou um desafio para a equipe: organizar um projeto de iniciação científica em que todos os docentes orientassem trabalhos - não necessariamente sobre as áreas de estudo deles - realizados por grupos mistos de alunos do 6º ao 9º ano. No início, a ideia causou receio mas o projeto deu certo e resultou em uma interessante feira de ciências com a presença da comunidade escolar e de universitários. Conheça as principais etapas desse processo e os resultados.

  2. STEM e o ensino de Ciências por investigação
    STEM é a sigla em inglês de Science, Technology, Engineering and Mathematics – Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em inglês – e essa abordagem é utilizada atualmente para reconhecer a integração de objetos do conhecimento em um novo campo de estudo. Saiba como o STEM pode ajudar na elaboração de práticas investigativas, levando os estudantes a refletir, propor e construir soluções para compreender fenômenos e problemas.

Curso: A experimentação nas aulas de Ciências 

Entenda como selecionar os conteúdos e as habilidades pedagógicas que queremos que os alunos desenvolvam, apresentar dicas úteis para o momento de elaborar um experimento um roteiro e avaliar roteiros experimentais

  1. Mosquito da dengue: aprendendo Ciências com investigação
    A dengue se mantém como um problema de saúde pública há muitos anos no Brasil e em outros lugares do mundo e toda a sociedade precisa se preocupar. Conheça a atividade proposta por uma uma professora que propôs que os alunos pesquisassem sobre o mosquito transmissor e elencassem os materiais para construir armadilhas para capturá-lo. Além de incentivar a investigação, o projeto também é uma oportunidade para trabalhar dois eixos temáticos - Matéria e Energia e Vida e Evolução.

  2. Fato ou fake? Como fazer investigação científica com a turma
    Diversas informações falsas circulam pela internet e, em muitos casos, ficamos mesmo em dúvida sobre a veracidade. Quando os alunos perguntam se uma informação que eles ou familiares receberam é fake news, você pode ter a reação rápida de responder que sim ou que não, mas há outras possibilidades de discurso com a turma. Conheça um projeto em que o professor convidou a turma para investigar informações utilizando métodos da ciência e do jornalismo.

  3. Incentivo à investigação e às atividades lúdicas: como abordar Ciências nos anos iniciais no contexto semipresencial
    Para propor investigações é preciso planejar bastante e ter em mente que os momentos presencial e remoto são distintos. Em sala de aula, devem ser privilegiadas discussões em grupo, conversas, levantamento de hipóteses e conclusões. Em casa, os estudantes podem realizar atividades para testar e confirmar o que foi trabalhado na escola. Acesse mais dicas e uma sugestão de atividade semipresencial para o 2º ano do ensino fundamental.

Transforme a casa dos alunos num laboratório de Ciências

Confira dicas e sugestões de atividades de Ciências para turmas dos Anos Iniciais que podem ser desenvolvidas com os estudantes de forma remota

  1. Curso gratuito: Ensino Médio na BNCC – Investigação e Intervenção
    Segundo proposto pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Investigação Científica e Mediação e Intervenção Sociocultural são dois dos eixos estruturantes para o Ensino Médio. Neste curso, você vai conhecer as mudanças propostas para a etapa, o que são itinerários formativos e como podem ser organizados com base em eixos estruturantes. NOVA ESCOLA também compartilha práticas reais que ajudam a trabalhar com os eixos citados no curso.

  2. Sugestão de atividade: Investigando túneis de minhocas
    Indicado para: crianças bem pequenas
    Passeando ao redor da escola, as crianças encontraram algo que não esperavam: minhocas! Assim como acontece com outras coisas, isso poderia não ter chamado tanta atenção mas a turma ficou fascinada. Então, a educadora orientou um projeto em que os pequenos e ela descobriram muitas curiosidades sobre esses bichinhos e sobre como construir e cuidar de um minhocário. Confira o passo a passo sobre como desenvolver essa atividade.

  3. Plano de atividade: As formas geométricas do nosso entorno
    Indicado para: crianças pequenas
    A proposta do plano de atividade é incentivar que a turma estabeleça conexões entre conhecimentos desenvolvidos na escola e o cotidiano. Em um passeio ao redor da escola, os pequenos precisam prestar atenção para encontrar objetos e elementos da natureza que apresentam formatos geométricos. Nessa investigação, eles podem refletir sobre o fato de que essas formas não são um conhecimento restrito ao contexto escolar ou aos brinquedos - mas fazem parte do nosso cotidiano.

  1. Plano de aula: Como se faz uma pesquisa estatística?
    Indicado para: Matemática, 5º ano
    Muitas são as pesquisas divulgadas para a população mas como os institutos de pesquisa, privados ou públicos, chegam até os resultados? Esse plano é um convite para que os alunos planejem e executem uma investigação. Para isso, devem escolher o tema, definir o público-alvo, os instrumentos de pesquisa e como os dados serão organizados. Ao final, a ideia é que eles alcancem dados que possam ser analisados de forma estatística.

  2. Plano de aula: Garrafa Térmica Caseira
    Indicado para:
    Ciências, 7º ano
    Nesta aula, os alunos vão desenvolver um projeto de construção de uma garrafa térmica caseira, com materiais acessíveis e de baixo custo. Ao longo da investigação e da execução, eles serão responsáveis pelo desenho da garrafa e pela escolha dos materiais, além de ter de fazer os testes de eficiência e organizar a coleta de alguns dados. Será que as garrafas térmicas desenvolvidas pela turma serão aprovadas? Para saber, é preciso tentar. 

 

continuar lendo