Educação Infantil: 7 dicas para organizar uma reunião com pais de maneira remota

Acolher virtualmente as famílias exige alguns cuidados específicos para que as reuniões transcorram com sucesso e tranquilidade

POR:
Muriele Salazar Massucato
Crédito: Getty Images

Passados mais de 15 meses desde os primeiros casos de covid-19 no Brasil, infelizmente nós ainda vivemos momentos atípicos. Apesar de já vermos uma luz ao fim do túnel com a ampliação gradativa da campanha de vacinação no país, a pandemia segue presente em nosso cotidiano. Dessa forma, no contexto da Educação, algumas escolas optam por fazer suas reuniões com pais de maneira remota, por meio de videoconferências – evitando, assim, promover aglomerações. 

Na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Gildo dos Santos, creche localizada em São Bernardo do Campo (SP) onde atuo como coordenadora pedagógica, vivenciamos essa experiência de reuniões on-line no primeiro semestre letivo. Por isso, resolvi trazer para essa coluna algumas dicas que podem ajudar vocês a desenvolver esse trabalho. São elas: 

Busque uma comunicação efetiva 

Um cuidado essencial nesse momento de reuniões remotas diz respeito à comunicação prévia aos pais sobre a realização do encontro – é importante que a comunidade esteja ciente desse acontecimento. Na nossa escola, produzimos uma arte em forma de imagem, com as devidas informações, e enviamos tanto nos grupos de WhatsApp da turma, quanto individualmente para os pais, com o objetivo de atingir a todos. Utilizamos, ainda, a página do Facebook da escola para ampliar a comunicação, publicando ali também os detalhes da reunião on-line que vai ocorrer. Na véspera do encontro, nós novamente publicamos o convite, como um lembrete aos responsáveis.

 

Por falar no convite, é preciso que ele seja claro e objetivo: informações essenciais como dia, horário e dados referentes ao envio do link da reunião precisam estar em destaque. Além disso, alguns cuidados com o layout ajudam a chamar a atenção, então é importante que o convite tenha letras legíveis e grandes, bem como uma arte bem pensada, convidativa e agradável aos olhos.

Modelos de documentos para coordenadores pedagógicos

Esse Nova Escola Box oferece diferentes modelos de documentos para apoiar na elaboração de pautas, nos registros de observação de sala de aula, e no desenvolvimento de relatórios de avaliação dos pequenos


Atenção à segurança na internet
 

Com a pandemia e a implementação do ensino remoto por todo país, foram relativamente comuns os relatos de equipes escolares que vivenciaram situações constrangedoras nesses momentos virtuais. Dessa forma, o envio do link precisa ser feito com toda segurança, evitando que pessoas indesejadas acessem o encontro. 

No caso da nossa escola, optamos pelo envio do link individualmente aos responsáveis, pelo próprio WhatsApp, com uma hora de antecedência ao encontro. Como esse procedimento de envio do link era o mesmo que realizávamos semanalmente para os nossos encontros síncronos com as crianças, não houve dificuldades nesse aspecto. Além disso, por já terem um vínculo próximo com as famílias, as educadoras também ficam atentas no momento de autorizar as entradas nas salas virtuais. 

Quanto à ferramenta para comunicação remota, nós utilizamos o aplicativo Google Meet, mas certamente existem outros que cumprem bem a mesma função. Cabe a cada gestão conversar com a sua equipe e avaliar qual é o recurso que melhor atende às suas necessidades. 

Invista no acolhimento na abertura dos encontros 

Sempre gostamos de acolher as famílias de uma maneira agradável, com uma leitura, um vídeo ou uma música, por exemplo. São ações aparentemente simples, mas que fazem toda a diferença 

Inclusive, esse cuidado já era planejado nas reuniões presenciais; porém, com o distanciamento social, essa ação se torna ainda mais importante, para que todos se  sintam bem-vindos e, de alguma forma, “mais próximos”, na reunião on-line. 

Tenha uma pauta bem organizada e compartilhada 

Para que um encontro seja bem planejado e executado, um encontro (seja ele on-line ou presencial) precisa sempre contar com uma pauta elaborada previamente, e pensada em parceria com a equipe. 

Geralmente, nós organizamos momentos no horário de trabalho pedagógico coletivo (HTPC) para organização de uma pauta geral da reunião de pais, já que, embora alguns assuntos sejam específicos de cada turma, outros são coletivos da unidade escolar.

Cursos: Intensivo Coordenação pedagógica

Essa trilha com dois cursos vai ajudar coordenadores pedagógicos a entender como o PPP indica a forma que a escola vai colocar em prática a BNCC, e a compreender melhor o papel e a função do coordenador pedagógico nos momentos de formação continuada com o seu grupo de professores.


Assim, já durante os encontros com os pais, projetar essa pauta na tela é uma ação positiva, que contribui para o acompanhamento das famílias. Algumas educadoras optam por dividir os itens em alguns slides, por exemplo.
 

Ainda dentro desse tópico, outra ação que considero fundamental é apresentar, antes de qualquer coisa, os objetivos daquela reunião com pais, que estão descritos na pauta. Isso dá clareza àquilo que as famílias podem esperar do encontro, e ainda ajuda na avaliação posterior da efetividade dessa reunião. 

Cuidado com a exposição das crianças 

Assuntos específicos de cada criança precisam ser tratados em alinhamentos pontuais com a família, e não nessa reunião geral com os pais. Ainda que sejam assuntos positivos, como elogios ao processo de desenvolvimento, o ideal é que sejam itens tratados somente com a família, evitando situações desnecessárias como a comparação entre alunos. 

Na nossa escola, após as educadoras concluírem a escrita dos relatórios individuais de cada criança, esses documentos foram compartilhados individualmente com os pais dois dias antes da reunião, enviados em arquivo no formato PDF pelo WhatsApp. Desse modo, os responsáveis tiveram tempo hábil para a leitura, podendo chegar ao encontro já com as eventuais dúvidas a serem esclarecidas. 

Houve, também, uma situação que trouxe a necessidade de um atendimento individualizado. Nesse contexto específico, a família foi atendida com toda a privacidade e segurança em um outro momento, num alinhamento igualmente realizado de maneira remota, porém somente com a participação da coordenação, educadoras e responsáveis. Tal ação permite que a família se sinta segura e acolhida, podendo dialogar com privacidade com as profissionais da escola. 

Faça uma lista de presença e avaliação do encontro 

Ao final da reunião, adotamos um formato de avaliação do encontro e de registro da presença, tudo a partir de um formulário Google. O link é disponibilizado no chat do Google Meet ao final da reunião, e também nos grupos das turmas após o encontro. 

Outras formas de registro de presença, inclusive com aplicativos ou extensões do Google Meet (que você pode baixar na internet) são possíveis de serem adotadas –  isso depende da preferência de cada equipe. Porém, no nosso caso, o formulário Google nos permitiu incluir tanto questões de avaliação referentes à reunião, quanto perguntas relacionadas ao primeiro semestre letivo, o que acabou sendo muito útil e importante para estabelecermos mais uma possibilidade de escuta da comunidade acerca da atuação da nossa escola em 2021. 

Curso: A escola após a pandemia: como conduzir o retorno às aulas 

Esse curso foca em questionamentos essenciais em tempos de planejamento de um gradual retorno semipresencial: quais propostas priorizar, levando em conta a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)? Como acolher os estudantes diante das experiências que viveram? De que forma envolver as famílias e o grupo de professores para fortalecer a escola? 


E como atingir as famílias que, eventualmente, não puderem participar?

Ao final das reuniões, além de agradecermos a presença das famílias no grupo de WhatsApp das turmas, tomamos o cuidado de publicar ali a pauta, com o objetivo de atingir a todos – incluindo aqueles que, por algum motivo, não puderam comparecer ao encontro. 

Assim, cabe ressaltar que a pauta não pode estar composta somente por ícones listados que não façam sentido ao leitor que não esteve na reunião. Por conta disso, adotamos o formato de pauta comentada: nele, cada item é detalhadamente descrito para a compreensão das famílias que não estiveram conosco, e também nos colocamos à disposição em caso de dúvidas ou necessidade de atendimentos individualizados. 

Essa foi a nossa experiência na EMEB Gildo dos Santos e, com a devida organização e o devido planejamento, posso afirmar que tudo deu certo e tivemos uma avaliação positiva! 

No momento, com a retomada das aulas presenciais, é provável que voltemos a vivenciar reuniões presenciais também, nas quais a rígida adoção dos protocolos sanitários em prevenção à propagação da covid-19 será fundamental para o sucesso e segurança dos encontros. 

Apesar disso, é importante termos em mente que o desafio de se pensar no devido acolhimento continuará, mesmo com todas as medidas necessárias de distanciamento. Afinal, sabemos que estabelecer vínculos positivos entre escola e família é algo fundamental para o desenvolvimento e a consolidação do nosso trabalho.

 

Um abraço e até a próxima, 

Muriele Salazar Massucato 

Muriele Salazar Massucato é coordenadora pedagógica há 11 anos na rede municipal de São Bernardo do Campo (SP) e já atuou com turmas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. Formada em Pedagogia, tem segunda licenciatura em Arte e especializações em Psicopedagogia e Ensino da Matemática. Foi autora do blog Coordenadoras em Ação no site NOVA ESCOLA GESTÃO, em 2016 e 2017.

Tags

Guias