Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

A importância da conexão entre professores

Professora Mara Mansani relata sua experiência em duas redes compostas por educadores e o apoio delas na sua rotina docente

POR:
Mara Mansani
ilustração com rostos dos professores sendo conectados por setas
Ilustração: Duda Oliva

Colaborar, compartilhar e aprender juntos. Tudo isso para impactar e transformar a Educação, ampliar e aprimorar as práticas pedagógicas de professores para o desenvolvimento do processo de aprendizagem dos alunos. Ou seja, todas essas ações reunidas para uma Educação de qualidade para todos, em especial na escola pública.

Essa é a base das redes colaborativas que conectam professores na busca desse objetivo e foram fortalecidas durante 2020 com tantos desafios. Já ouviu falar? Faz parte de alguma rede? Participo de duas delas. Uma é a rede que existe em vários estados do nosso país, a Conectando Saberes, apoiada pela Fundação Lemann (mantenedora de NOVA ESCOLA), e também me integrei a um grupo latino-americano, conhecido como a Comunidade Atenea, apoiada pela Fundação Varkey. Ambas têm propostas e ações incríveis!

Como as redes de conexão de professores funcionam?
Participo da Conectando Saberes desde 2018 e entrei em 2020 no grupo da Comunidade Atenea. Nesse ano tão complicado e difícil para todos da Educação, participar dessas redes realmente foi primordial, pois nada melhor que seguir juntos, enfrentando os desafios e focando na solução. Isso me fez mais resiliente e até mesmo mais feliz em ser professora.

Se tenho dúvidas, quero debater e refletir sobre alfabetização e outros temas, aprender algo, só preciso fazer contatos com outros educadores e logo encontro soluções, experiências de boas práticas e um bate-papo reflexivo, que geralmente culmina em uma ação educativa mais duradora. Sem contar todo o planejamento e programação de ações coletivas propostos pela própria rede.

A Conectando Saberes tem núcleos em todos os estados brasileiros (clique aqui e conheça todos eles). Em 2019, a rede conseguiu realizar seminários de boas práticas em todo o país! Nos eventos foram identificados e reconhecidos professores que se destacaram com suas práticas incríveis. Tudo organizado e realizado por professores dos núcleos da rede, desde a seleção das práticas ao seminário de apresentação e premiação dos professores.

São com os educadores de alfabetização da Conectando que tenho um panorama geral do tema no Brasil. É um aprendizado diário e a cada ano cresço e me desenvolvo mais dentro da minha profissão, consequentemente dando mais qualidade às minhas práticas para alfabetizar meus alunos.

Alfabetizadores se unem durante pandemia

Na rede de Tietê, em São Paulo, professores se unem em "força-tarefa" para garantir a aprendizagem dos alunos. Conheça experiência no Nova Escola Box

Na Comunidade Atenea tenho a oportunidade de participar de momentos incríveis, chamados de “Experiências Atenea”, onde a cada ação os professores de toda América Latina podem ensinar e aprender com outros educadores em atividades colaborativas. Participei das três últimas do ano de forma mais intensa. As atividades eram sobre narrativas, histórias que contamos, ouvimos e o seu papel na aprendizagem e do humor como estratégia de ensino. Além disso, teve as Olimpíadas Atenea, uma competição lúdica onde o objetivo era “colaborar é ganhar, vencer”.

Durante o ano de 2020 foram várias ações com lives no Youtube, grupos colaborativos no WhatsApp e encontros pelo Zoom. A comunidade Atenea também tem uma plataforma de práticas. Confira aqui mais sobre elas.

No grupo apoiado pela Fundação Varkey tive meu primeiro contato com professores latino-americanos. Não falo espanhol, mas esse não foi um impeditivo para que eu não participasse ativamente. Inclusive essa é uma característica das redes de professores: acolhimento. Conheci professores do Peru, Paraguai, Uruguai, Argentina, Equador, República Dominicana, Colômbia e México. Foi realmente uma experiência maravilhosa!

Pedi para meus colegas, professores e colaboradores das redes, que falassem sobre suas participações durante esses momentos. Confira mais abaixo :)

união entre os professores

Gonzalo Díaz, professor de Inglês, na Escuela secundaria de Villa Carmela, em Tucumán, Argentina
“Este ano participei de várias Experiências Ateneas. Elas me permitiram renovar o desejo de aprender e me comunicar com mais pessoas. Foi inspirador aprender sobre ferramentas tecnológicas. Pertencer a uma rede de professores foi extremamente vital durante a pandemia, enquanto estávamos separados dos nossos alunos. Nos deu novas asas! Ficamos mais curiosos e, portanto, aprendemos mais.”

Tatiana Carneiro, professora alfabetizadora, EMEIF Prof. Manoel Simões, Assis (SP)
“Participar da Conectando Saberes continua sendo uma experiência enriquecedora e fortalecedora. A rede, além de contribuir com o nosso crescimento profissional e se preocupar com o aprendizado dos alunos, nos dá voz. Possibilita o encontro de diferentes realidades brasileiras, fortalece as trocas de experiências e saberes. A Conectando Saberes valoriza todos os educadores e abre portas para o nosso crescimento profissional e humano. Construímos amizades em que compartilhamos risadas, angústias, conquistas e ideias. Estar reunida em uma rede como essa é encorajador.”

Maria De Lourdes Barona Salazar, professora curso de línguas e Literatura no 3º ano do Ensino Médio, na Unidad Educativa Augusto Solorzano Hoyos, no Equador
“Minha experiência na Comunidade Atenea é muito produtiva. Não conhecia os benefícios da tecnologia, mas com os professores me aproximei de várias ferramentas e recursos tecnológicos. É importante estar em união com outros educadores, porque nos apoiamos uns aos outros.”

Vanessa Santos Martins, professora alfabetizadora, UEB Hortência Pinho Cidade, São Luis (MA)
“Na Conectando Saberes há debates que me levam a pensar sobre a Educação e a olhar de forma contextualizada e significativa para meu aluno; lutar pelos direitos dos docentes e a compreender que todos nós, juntos, podemos ir mais longe! Uma rede de professores gera impactos na vida de todos e eu posso me sentir segura, feliz e consciente de que estou rodeada de pessoas com ideias "malucas" para fazer diferença.”

Marta Christina Barros Bello, professora alfabetizadora, UEB Prof Rubem Teixeira Goulart anexo II, São Luís (MA)
“Estar com pessoas movidas pela vontade de participar da construção de uma Educação equitativa faz sentido para mim. Essa experiência é incrível, pois na rede Conectando Saberes podemos compartilhar os pensamentos, as atividades e os afetos. Nos tornarmos muito mais conscientes do nosso papel social e da nossa importância para a vida de milhares de estudantes que estão nas redes públicas. A partir disso compreendemos que é possível e que não estamos sozinhos. Estarmos juntos nos fortalece, nos anima e nos enriquece com a diversidade de culturas, de experiências e de desafios de professores de muitos 'Brasis'."

Joacy Severina Souza Soares, professora alfabetizadora, EMEIF Profª Nísia Mercadante do Canto Andrade, Assis (SP)
"Estar em uma rede em que professores tem vez e voz é importante, pois nos tira da solidão pedagógica e encontramos apoio para as aflições do dia a dia que, às vezes, são incompreendidas pela comunidade escolar, que tem enraizadas as metodologias tradicionais de ensino. Mas, ao participar de uma rede de professores nos fortalecemos, pois  conectamos nossas ideias, intenções e metodologias para permitir o desenvolvimento integral dos alunos.”

Trouxe essas falas e experiências para vocês, queridos professores e professoras, possam compreender que em 2021 e em outros momentos difíceis e bacanas de viver, o que importa é estarmos juntos! Juntos somos mais fortes e mais felizes em nossa missão na Educação. Por isso, seja na escola, entre amigos, onde for possível, participe de uma rede colaborativa. 

Finalizo meu último texto do ano com os desejos de algumas professoras brasileiras para 2021 :)

qUAIS SÃO NOSSOS DESEJOS PARA 2021?

Tatiana Carneiro, professora alfabetizadora, EMEIF Prof. Manoel Simões, Assis (SP)
“Tenho certeza que iniciaremos 2021 mais fortalecidos. Espero que os educadores estejam mais unidos, confiantes e amadurecidos, e que a empatia esteja presente os 365 dias do ano. Desejo uma Educação realizada de dentro da escola para fora dela, que os muros não sejam barreiras.”

Marta Christina Barros Bello, professora alfabetizadora, UEB Prof Rubem Teixeira Goulart anexo II, São Luís (MA)
“Espero poder recuperar o ritmo da sala de aula e que tenhamos um novo olhar para construir um cidadão consciente, responsável e capaz. Essa é nossa missão como educadores.”

Joacy Severina Souza Soares, professora alfabetizadora, EMEIF Profª Nísia Mercadante do Canto Andrade, Assis (SP)
"Espero que todo o aprendizado adquirido em 2020 seja fortalecido em 2021. Para que neste novo ano possamos oferecer aos alunos um ensino com mais equidade e eles avancem em meio de toda essa turbulência e incerteza.”

Vanessa Santos Martins, professora alfabetizadora, UEB Hortência Pinho Cidade, São Luis (MA) 
“Para 2021 espero que mudem os pensamentos errôneos e antiquados sobre a Educação e seu valor seja evidenciado. Quando retornarmos para sala de aula presencial sejamos mais conscientes de nosso papel na Educação e na sociedade. Desejo que nossos direitos garantidos para um retorno saudável e seguro para todos.”

Antes de me despedir, quero deixar um agradecimento especial à Fundação Lemann e Fundação Varkey, em pensarem, fazerem e apoiarem essas redes incríveis! Um ano novo especial e mais feliz para todos vocês, queridos professores, e até a próxima, em 2021. Sigamos juntos :)

Mara 

Mara Mansani é professora há quase 30 anos, lecionou em vários segmentos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, passando também pela Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2006, teve dois projetos de Educação Ambiental para o Ensino Básico publicados pela ONG WWF, no livro “Muda o Mundo, Raimundo”. Em 2014, recebeu o Prêmio Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, na área de Alfabetização, com o projeto Escrevendo com Lengalenga.

Tags

Guias