10 planos de aula que utilizam metodologias ativas

As atividades podem ajudar as alunos a ir além do conteúdo, mas desenvolver o pensamento criativo, autonomia e trabalho colaborativo

POR:
Daniel Santos
Crédito: Getty Images

Refletir sobre o seu próprio aprendizado e se tornar consciente do seu protagonismo. Esses são pontos que podem ser trabalhados e potencializados quando os professores utilizam metodologias ativas. Elas mudam a lógica do modelo de ensino tradicional. Essas estratégias colocam os alunos no centro do processo de aprendizagem. Participam ativamente da construção do conhecimento

“Hoje em dia se busca uma formação integral desses estudantes. É importante dar a eles a oportunidade de propor discussões, construir debates e reflexões sobre o que aprendem em aula”, comenta Harley Sato, professor de Física no Ensino Médio e doutorando em formação de professores na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP). Isso significa “ir além de simples conteúdos para desenvolver a consciência social, a empatia, o pensamento crítico", diz.  

Para Leandro Holanda, mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e professor de pós-graduação de metodologias ativas no do Instituto Singularidades, em São Paulo, uma das propostas mais consistentes é mudar a ideia de que os alunos vão à escola para aprender conceitos. Pelo contrário, é lá que começam a construir seu projeto de vida. "Um trabalho consistente com metodologias ativas, dentro da rotina da escola, é capaz de estimular nos jovens mais autonomia, empatia, maior capacidade de trabalhar de forma coletiva. E dessa maneira são colocadas em prática as dez competências gerais propostas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, argumenta. 

Metodologias Ativas: Ensino Híbrido e Aprendizagem Baseada em Projetos

Neste curso, você irá conhecer as metodologias Ensino Híbrido e Aprendizagem Baseada em Projetos. Elas oferecem orientações e servem de modelo para transformar o seu planejamento. Entenda como as metodologias ativas dialogam com a BNCC e como estruturar propostas com base nessas estratégias

Essas estratégias criam para o educador a oportunidade de entender melhor como os estudantes se comportam diante de um novo método. Cada pessoa aprende de um jeito. Para algumas, as aulas expositivas são melhores; para outras, as atividades práticas dão mais resultados. “Para que as metodologias ativas funcionem, é importante ouvir os alunos, mapear o desenvolvimento deles no dia a dia. Os professores mudam de postura, pensando tanto no conteúdo, quanto na forma como isso será ofertado aos estudantes” comenta Harley. 

Durante o ensino remoto, o professor também pode pensar em estratégias criativas para incentivar a interação. “Ao trabalhar uma atividade, é importante planejar como será a interação com os alunos e entre eles. Pensar em quais perguntas fazer, como promover essas trocas, rodas de conversas ou estratégias que engajem mais, sem necessariamente ficar ali apresentando slides”, finaliza. 

NOVA ESCOLA tem mais de 6 mil planos de aula alinhados à BNCC, com sugestões de adaptações para o ensino remoto. Todas as propostas utilizam modelos de metodologias ativas. Ao utilizar uma dessas atividades, Leandro sugere que o educador faça uma reflexão sobre como foi a experiência: “O que o professor percebeu de positivo ao utilizar um plano, quais foram os feedbacks recebidos pelos alunos, quais foram os ganhos de aplicação dessa estratégia”. 

Para te inspirar, professor, veja abaixo sugestões de planos de aulas que utilizam metodologias ativas:

Como organizar os dados de uma pesquisa? (5º ano)
Nesta aula de Matemática para o 5º ano os alunos irão fazer a coleta e pensar como representar esses dados em tabelas e gráficos. Num mundo com dados por todos os lados, é importante entender como eles representam um aspecto da realidade na pesquisa. É possível aproveitar a oportunidade de ensino remoto para perguntar aos alunos quais tipos de temas de pesquisa eles consideram importantes para obter informações sobre COVID-19. Saiba mais sobre esta proposta.

Observação das fases da Lua (5º ano)
Nesta aula os alunos são convidados a olhar com mais atenção para o céu. Por que vemos diferentes formatos da Lua? Há alguma relação entre o horário em que vemos a Lua e suas fases? Com apoio de vídeos, explique qual a relação entre Sol, Lua e Terra, e os oriente na criação de um experimento com materiais que eles tenham em casa para entender as fases desse nosso satélite natural. 

Analisando textos de linguagem mista - Gráficos e Tabelas (5ºano)
Pensada para os alunos do 5º ano de Língua Portuguesa, esta atividade trabalha as habilidades de leitura e interpretação de tabelas e gráficos. O material propõe que a turma questione como organizar, apresentar e comparar informações. Os alunos  devem ser capazes de, com autonomia, analisar as informações de um mesmo fato e concluir qual é mais confiável e por quê. 

Os vasos sanguíneos: rede de tubos interligados que conduzem nutrientes (5º ano)
Nesta aula os estudantes do 5º ano de Ciências vão aprender sobre a rede de vasos sanguíneos presentes em nosso corpo (artérias, veias e capilares) e os processos biológicos que ocorrem dentro deles. Para usar esta proposta durante o ensino remoto, recomenda-se que o professor utilize WhatsApp ou Google Meet (ou outra ferramenta de comunicação) para explicar a atividade. Aqui os estudantes são provocados a criar um modelo de sistema cardiovascular a partir do entendimento de como funciona o corpo.

Como trabalhar com projetos durante o ensino remoto

Aprendizagem Baseada em Projetos é um dos modelos possíveis de metodologias ativas. Entenda como utilizar esta estratégia durante o ensino remoto

Crônica: uma leitura do cotidiano (5º ano)
Aqui os alunos vão conhecer melhor os gêneros crônica e notícia e como esses recursos podem ser utilizados para falar sobre o cotidiano. Para usar esta proposta durante o ensino remoto, o professor pode gravar um vídeo ou um áudio com as orientações da atividade e explicar que lerão textos que tratam de assuntos corriqueiros. A proposta é que os alunos reflitam sobre quais temas do seu cotidiano podem ser trabalhados nesses gêneros.

Desvendando o tempo (6º ano)
A proposta aqui é pensar nas mudanças da sombra ao longo do dia, em diferentes períodos do ano. Ajude os alunos a analisar os movimentos da Terra, sua relação com o Sol e o reflexo disso no nosso cotidiano. O plano de aula para o 6º ano sugere criar um instrumento, parecido com um relógio, capaz de marcar a hora. Veja mais detalhes de como propor esta atividade durante o ensino remoto.

Descobrindo a vacina (7º ano)
Este plano de Ciências para o 7º ano propõe debater sobre as vacinas. Quais benefícios as vacinas trouxeram para a humanidade? Como elas ajudam no controle das doenças? Esses são alguns questionamentos que você pode trabalhar com os alunos. A atividade sugere que os alunos resolvam um mistério. Com o uso de recursos de chamada por vídeo e organização dos jovens em grupo, promova a investigação e o teste de hipóteses.

As doenças negligenciadas no Brasil (7º ano)
Este plano sugere que os alunos entendam as políticas públicas de saúde do Brasil para a prevenção de doenças. Veja como adaptar essa atividade para o ensino remoto e orientar os alunos para se organizarem em grupos para criar um jogo de RPG (sigla em inglês que significa role-playing game, ou seja, em que os participantes interpretam personagens e criam uma narrativa). A proposta da atividade é que eles reflitam sobre as suas condições de saúde e da sua comunidade. 

Metodologias ativas: como inovar sem tecnologia

Para criar propostas usando metodologias ativas não é necessário o uso de tecnologias nem é algo particular do ensino remoto. Neste curso, se aprofunde nas estratégias que colocam o aluno no centro da aprendizagem.

Confiar ou não confiar? Eis a questão! (7º ano)
Convide os alunos a refletirem sobre como saber se confiar nas informações apresentadas em um gráfico. A atividade principal desse plano de Matemática sugere fazer a análise dos níveis de analfabetismo no Brasil, mas é possível adaptá-la para tratar dos índices do Covid-19 no país, ou sobre outro tema que seja relevante para a turma. O foco é trabalhar a comunicação matemática e o pensamento crítico dos alunos. 

Matrizes energética e elétrica brasileiras e mundiais (8º ano)
Este plano tem como foco que a turma conheça o perfil das matrizes energéticas do Brasil e as diferenças com as de outros países. Os estudantes devem refletir sobre a sustentabilidade, o consumo responsável e os impactos da atividade humana no planeta.

Tags

Guias