Livros, vídeos e outras sugestões para se comunicar bem com as crianças

Confira nove conteúdos que trazem a importância de um diálogo franco e não agressivo com os pequenos

POR:
Nairim Bernardo
Incorpore boas estratégias de comunicação com os pequenos e oriente as famílias. Ilustração: Marcella Tamayo

O relacionamento e a comunicação com as crianças estão repletos de desafios, mas que podem ser superados por meio do olhar atento a cada criança. Para ajudar você, professor, a incorporar boas estratégias de comunicação na sua prática e orientar as famílias no diálogo com os pequenos — especialmente no contexto remoto —, organizamos uma lista de referências com materiais úteis sobre o tema. 

São nove sugestões de livros, vídeos, filmes e outros conteúdos para se aprofundar em preceitos da Comunicação Não Violenta e na necessidade de um diálogo franco e não agressivo com os pequenos. Confira abaixo.

LIVROS

Criar Filhos Compassivamente (Marshall Rosenberg, Ed. Palas Athena)

Marshall Rosenberg popularizou o termo e ensinou Comunicação Não Violenta por mais de 40 anos. Nesse livro — voltado para pais, educadores, famílias, terapeutas e para todos que trabalham com crianças —, o autor incentiva a conexão empática e a motivação sem recorrer a ameaças de punição ou promessas de recompensa.

Tornar-se Pessoa (Carl Rogers, Ed. Wmf Martins Fontes)

O livro fala sobre a pessoa como centro dos cuidados. É uma interessante introdução à psicologia humanista e ao processo do tornar-se. Destina-se a todos os que se interessam pelo desenvolvimento do homem e de sua personalidade.

TEXTO

O voo da águia: violência na infância e o poder da empatia

Todo professor já se deparou com uma criança que não parava quieta e parecia querer chamar atenção de todos. As causas para isso podem ser várias e, em grande parte das vezes, é desconhecida pelos educadores. A psicóloga Sandra Caselato compartilha uma experiência em que a empatia conseguiu reverter essa situação (leia aqui).

VÍDEOS

Reconhecendo um Pedido de Conexão

O que acontece quando os pais estão indisponíveis? Nesse vídeo (assista aqui), a psicóloga e educadora parental Joana Simielli explica por que as crianças têm uma constante necessidade de atenção, o que acontece quando não a recebem e como lidar com isso. Em seu perfil no instagram, há também outros posts e vídeos com dicas de relacionamento com crianças.

Desafios da aplicação da Educação Não Violenta

Em uma conversa sincera (assista aqui), as educadoras parentais Thais Basile e Elisama Santos falam sobre as dificuldades práticas de educar crianças de uma forma não violenta e dão dicas sobre essa prática. Elisama é autora dos livros Por Que Gritamos e Educação Não Violenta e Thais mantém o perfil Educação para a Paz.

CAMPANHA

Conversar faz bem
O Todos Pela Educação criou uma campanha (veja aqui) para incentivar mães, país, avós, avôs, tias, tios, irmãos e crianças a iniciarem boas conversas nas famílias. Para isso, disponibiliza uma lista com cem perguntas que podem incentivar o diálogo e a formação de conexões.

FILMES

Como Estrelas na Terra (Aamir Khan)

O filme conta a história de como um professor sensível pode fazer diferença na vida de Ishann, um menino indiano de 9 anos que sofre com a rigidez do pai e com a impaciência dos professores, até descobrir que sua dificuldade de aprender se deve à dislexia. 

Cultura de Paz nas Escolas com a CNV
Associação LIVKOM

Produzido na Dinamarca, o documentário é baseado na ideia de que conflitos são inevitáveis, mas podem ser usados para o desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais. Para isso, são apresentadas ferramentas da Comunicação Não Violenta em um contexto escolar. O filme está dividido em cinco partes:

1- Por trás de cada ação há uma necessidade

2- Do conflito à conexão: os quatro elementos

3- Me responsabilizando (acesse aqui)

4- Empatia para outros, compreendendo outros (acesse aqui)

5- Da raiva à empatia (acesse aqui)

PODCAST

Quais são as Diferenças entre Empatia e Acolhimento

Neste episódio do podcast Conversa com Criança (ouça aqui), a psicóloga infantil especializada em Educação Daniella Faria fala sobre empatia, acolhimento e como os adultos podem lidar com os sentimentos das crianças de modo saudável.

Tags

Guias