Onde encontrar boas referências sobre folclore, cultura e o brincar

Confira 20 indicações para ampliar o repertório e mergulhar fundo no tema antes de planejar suas atividades

POR:
Beatriz Vichessi
Livros, documentários e vídeos: qual caminho escolher para aprender um pouco mais e aproveitar para engajar sua turma? Ilustração: Ana Maria Sena/NOVA ESCOLA

A riqueza da cultura popular vem de suas inúmeras histórias, personagens e cantigas passadas entre gerações. Para dar conta dessa tradição oral tão profunda, são inúmeros os pesquisadores, autores, jornalistas e artistas que ajudaram a catalogar, interpretar e compartilhar o folclore brasileiro. 

Para ajudar você, professor, a se apropriar de algumas das mais valiosas manifestações culturais do Brasil, organizamos uma lista com vídeos, livros e reportagens que apresentam narrativas e personagens do nosso folclore, muito deles pouco conhecidos em algumas regiões do país. Além disso, há sugestões focadas na relação entre cultura e as brincadeiras e livros de referência de consagrados pesquisadores da área. Confira, abaixo, 20 sugestões para conhecer esse tesouro da cultura popular e se inspirar na hora de planejar as atividades com as crianças.

Referências para trabalhar o folclore e o brincar


LIVROS SOBRE FOLCLORE

Mata: Contos do folclore brasileiro (Heloisa Prieto, Ed. Cia. das Letrinhas)

A autora conta os ensinamentos das histórias da sabedoria popular, apresentando ao leitor temas e personagens não tão conhecidos do público em geral, como o pó de jararaca, a noite do nunca-mais e os sete fios d'água.

Os Meninos Que Viraram Estrelas e Outras Histórias do Brasil (Sávia Dumont, Ed. Cia. das Letrinhas)
A obra reúne 13 histórias pesquisadas Brasil afora e que têm como personagem a mula-sem-cabeça, o lobisomem, a cuca, o mão-pelada, o minhocão e a carnaubeira. O título do livro é referência a uma lenda mato-grossense: você sabia que as estrelas são lágrimas de pequenos índios, que comeram a comida dos guerreiros? 

Nove Monstros Perigosos, Poderosos, Fabulosos do Brasil (Flavio de Souza, Ed. Cia. das Letrinhas)
O autor apresenta criaturas monstruosas do folclore brasileiro, como o caboclo-d'água, o gorjala e a cabra cabriola. Nas ilustrações, eles estão escondidos, camuflados em meio a cores e linhas. 

Nas Águas do Rio Negro (Drauzio Varella, Ed. Cia. das Letrinhas)
O autor conta o que aconteceu durante uma de suas viagens pelo rio Negro, quando ele adormeceu sozinho numa rede do convés do barco, numa noite de céu cheio de estrelas e com lua cheia. 

Viagem pelo Brasil em 52 Histórias (Silvana Salerno, Ed. Cia. das Letrinhas)
Os leitores encontram histórias folclóricas das cinco regiões brasileiras e suas diferentes versões, revelando culturas e costumes diferentes. 

Dicionário do Folclore Brasileiro (Luís da Câmara Cascudo, Ed. Global)
São mais de mil verbetes sobre as superstições, crendices, mitos, danças e lendas do Brasil em mais de 700 páginas escritas por um dos autores que mais se dedicaram ao tema no país. 

Folclore do Brasil (Luís da Câmara Cascudo, Ed. Global)
A obra é um verdadeiro inventário sobre as manifestações folclóricas brasileiras.

Folclore (Cáscia Frade, Ed. Global)
Com clareza e simplicidade, a autora explica o que é folclore, suas origens e  elementos constitutivos.

LIVROS SOBRE O BRINCAR

Brinquedo e Cultura (Gilles Brougére, Ed. Cortez)
A obra trata das muitas formas de trabalhar com o lúdico com crianças de até 10 anos e explica que a ideia de que brinquedos são próprios da infância é equivocada, pois eles fazem parte da cultura humana em geral. O autor responde a questões como: brinquedos de guerra são válidos ou não? Qual a boneca mais adequada para a iniciação das crianças no faz de conta? Deve-se ou não deixar as crianças assistirem à tevê? Afinal, para que serve brincar com objetos industrializados?

Giramundo e Outros Brinquedos e Brincadeiras dos Meninos do Brasil (Renata Meirelles, Ed. Terceiro) 

Fruto do Projeto BIRA – Brincadeiras Infantis da Região Amazônica e do Projeto Território do Brincar, o livro apresenta brinquedos e brincadeiras artesanais ou ao ar livre de vários cantos do Brasil. 

O Brincar e suas Teorias [Tuziko Kishimoto (org.), Ed. Cengage Learning] 

A obra discorre sobre concepções do brincar de três campos de estudo: socioculturais, filosóficos e psicológicos e apresentam o tema como fenômeno cultural. 

A Paixão de Conhecer o Mundo (Madalena Freire, Ed. Paz e Terra) 

A autora apresenta uma narrativa sobre a formação de um grupo e de um trabalho educativo comprometidos com a aprendizagem das crianças. Em relatos, ela trata da relação entre ensino e descoberta, reafirma a capacidade de observação e de interação dos pequenos com o mundo em que vivem e defende a convicção de que não há construção de conhecimento desligada de afetos, interesses e sentimentos. 


DOCUMENTÁRIOS, PROGRAMAS E VÍDEOS

Bebés, Thomás Balmès.
A obra francesa revela com sutileza como mães de diferentes lugares do mundo cuidam de formas diversas de seus filhotes no primeiro ano de vida, mostrando crenças, convicções, ideais, rupturas e tradições. E é justamente por conta dessa transmissão cultural que os pequenos desenvolvem sentimentos de pertencimento e de identidade.

Programa Diálogos - A Missão de Pesquisas Folclóricas e os novos pesquisadores, Centro Cultural São Paulo (CCSP).
Os pesquisadores Luisa Valentini, Biancamaria Binazzi e Rodrigo Caçapa conversam sobre a Missão de Pesquisas Folclóricas, pesquisa liderada por Mário de Andrade, em 1938. 

Canal Palavra Cantada Oficial.
Acessando a busca do canal no YouTube, é possível encontrar vídeos da dupla Sandra Peres e Paulo Tatit. A dupla canta e dança cantigas folclóricas como Oskindô Lê Lê, A Barata, Peixe Vivo e Sapo Jururu, entre outras, e apresenta coletâneas, como esta, só com músicas juninas

Canal Duo Badulaque.
Acessando a busca, você encontra produções em vídeo de Daniel Ayres e Julia Pittier. Juntos, eles cantam sobre a sereia, sobre a mata e outros elementos do folclore brasileiro. 

Canal Grupo Tiquequê.
No canal do grupo, ao acessar a busca, é possível encontrar canto, música e expressão corporal reunidos em cantigas como Caranguejo não é peixe e Peixe Vivo

Série Sítio do Picapau Amarelo, TV Globo.
Episódios da década de 1970, com Emília, Dona Benta, Pedrinho e personagens do folclore, como a Cuca e o Saci, em histórias criadas pelo escritor brasileiro Monteiro Lobato.

TEXTOS E REPORTAGENS 

Reportagem Conheça as lendas da Amazônia que mexem com imaginário popular, Portal Amazônia.
Em texto, conheça personagens do folclore da região. 

Texto Folclore do Nordeste Brasileiro, Semira Adler Vainsencher.
Conheça manifestações e ícones folclóricos da região, como o reisado e caboclinhos. 

Reportagem Cantigas de Roda: muito além do ‘atirei o pau no gato’, portal Lunetas.
Leia sobre o trabalho da pesquisadora Lucilene Silva. Ela visitou 160 municípios do Brasil para estudar a música tradicional da infância.