Baixe a tabela com habilidades da BNCC e planos de aula do 3º ao 5º ano

Seleção feita pela consultora Maria José Nóbrega propõe foco maior nas habilidades específicas de cada ano

POR:
Camila Cecílio
É interessante proporcionar situações para os alunos de expressarem. Ilustração: Nathalia Takeyama

Tudo o que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) propõe é essencial para a boa formação dos estudantes. Mas, em um ano atípico como o de 2020, com tantas perdas no calendário, como garantir ao menos o mínimo necessário? 

Especialistas ouvidos por NOVA ESCOLA defendem que, no caso das turmas de  3º, 4º e 5º ano, o mais importante é proporcionar espaços e situações em que os alunos possam se expressar em meio às instabilidades e incertezas que o país atravessa. 

Para ajudar ainda mais o professor com essas escolhas, Maria José Nóbrega, professora de pós-graduação no Instituto Vera Cruz, assessora pedagógica dos Planos de Aula NOVA ESCOLA e consultora desta caixa, elaborou uma tabela que elenca as habilidades da BNCC que não podem ser deixadas para trás e os planos de aula do nosso acervo para trabalhar cada uma delas. Você pode saber mais e conferir clicando no botão abaixo. É possível acessar o material e baixá-lo no seu computador.

BAIXE O ARQUIVO

PONTO DE ATENÇÃO: A seleção apresentada na tabela é apenas uma das muitas possibilidades de priorização. Para decidir o que trabalhar com a sua turma, é importante levar em conta quais habilidades já foram desenvolvidas este ano, o contexto em que a sua escola se insere e, no caso das redes públicas, as diretrizes determinadas pela secretaria de Educação. Se você quiser, é possível solicitar o envio do escopo-sequência de NOVA ESCOLA na íntegra e fazer a sua própria seleção. É só clicar aqui.

Quais premissas nortearam a elaboração do material priorizado?

O primeiro critério utilizado para as escolhas feitas para 3º, 4º e 5º ano foi garantir que todos os eixos da BNCC de Língua Portuguesa (leitura, oralidade, produção de texto e análise linguística/semiótica) e todos os campos de atuação (artístico-literário, práticas de estudo e pesquisa, vida cotidiana e da vida pública) sejam trabalhados. Isso é fundamental para que as crianças tenham uma experiência diversificada em relação aos variados usos da linguagem e as diferentes situações comunicativas. 

O segundo critério foi pautado nos tipos de habilidade que a BNCC de Língua Portuguesa propõe. No documento, elas são organizadas por  segmento, ciclo e ano, identificados por um sistema de código padronizado. Por exemplo, as habilidades identificadas com o código EF15 são aquelas a serem trabalhadas no segmento do 1º ao 5º ano. Já as que começam com o código EF35 podem ser trabalhadas no ciclo de 3º, 4º e 5º ano. Também foram consideradas as habilidades específicas de cada ano, identificadas com os códigos EF03, EF04 e EF05.  

A partir disso, foram estabelecidos três critérios de prioridade: alta para as habilidades exploradas apenas naquele ano; média para as habilidades de ciclo; e baixa para as de segmento, que podem ser exploradas durante todo o Fundamental 1.

Quanto aos gêneros, a tabela lista os vários gêneros que podem ser trabalhados, mas a recomendação é que você foque em um. Se os seus alunos estão com os livros didáticos em casa, vale pensar nos gêneros que o material propõe para os diferentes campos de atuação. 

Como você pode utilizar esse material?

1. Escolha um dos campos e, quando for o caso, selecione o gênero que, em função das necessidades de seus alunos, considere necessário priorizar.

2. Leia com cuidado as orientações dos Planos de Aula que estão linkados na tabela, prestando atenção aos objetos de conhecimento mobilizados pelo trabalho proposto. Após ter escolhido a sequência de atividades, verifique quais as atividades de sistematização permitem aprofundar as aprendizagens que você deseja que seus alunos consolidem.

3. Considerando seu tempo didático, defina quantas atividades de sistematização podem ser inseridas em seu planejamento para que, com tranquilidade, seus alunos aprendam diferentes objetos de conhecimento.

4. Por fim, não deixe de arejar a rotina dos alunos com as atividades permanentes propostas em cada ano. Nessa modalidade, as crianças podem aprender em situações didáticas mais horizontais. Escolha ao menos uma delas para desenvolver com sua turma.

A seguir, Maria José Nóbrega sugere, dentre todos planos listados na tabela, uma de atividade para cada ano que você pode desenvolver com a sua turma:

Exemplo de atividade para o 3º ano: O plano escolhido é Compreensão de poemas concretos e visuais. No período de pandemia, as artes de um modo geral são essenciais para criar momentos de reflexão, encantamento e serenidade. Os poemas visuais exploram a relação entre as palavras e sua disposição na página, e sua compreensão demanda articulação entre linguagens, exigindo muita inferência. Em relação à produção, podem proporcionar momentos privilegiados para expressar as emoções que todos enfrentaram neste período de distanciamento social.

Exemplo de atividade para o 4º ano: Aqui, a sugestão é o plano A carta na História e a história da carta. Cartas pessoais, e-mail, mensagens de texto ou  áudio por WhatsApp, depoimentos são gêneros que permitem o intercâmbio entre as pessoas impossibilitadas de convívio social. São gêneros da esfera cotidiana que, por explorarem a comunicação interpessoal, concretizam para as crianças a figura do interlocutor a quem se dirige a mensagem.

Exemplo de atividade para o 5º ano: Para esse ano, a especialista recomenda o plano Ler e compreender uma reportagem. Ele parte de um texto sobre a baixa adesão às campanhas de vacinação, que permite uma relação direta com o momento atual. A aula pode ser enriquecida com reportagens sobre as pesquisas em torno da vacina para proteger a população da covid-19. Para compreender o que estava acontecendo, saber como proceder nos cuidados de prevenção, os gêneros da esfera jornalística foram muito mobilizados nesses tempos. Trata-se de um momento ímpar para que as crianças compreendam sua função social.

Tags

Guias