Oficina de escrita criativa em microliteratura

Linguagens e suas tecnologias - Desenvolver e/ou ampliar os processos criativos por meio da experiência de produção de minicontos.

POR:

Este conteúdo faz parte do curso Criatividade e Empreendedorismo, disponível gratuitamente no canal da Nova Escola, no Youtube.

Título da aula – Oficina de escrita criativa em microliteratura.

Componente curricular – Linguagens e suas tecnologias.

Ano – Todos os anos do Ensino Médio.

Habilidades da BNCC – (EM13LGG301) Participar de processos de produção individual e colaborativa em diferentes linguagens (artísticas, corporais e verbais), levando em conta suas formas e seus funcionamentos, para produzir sentidos em diferentes contextos. (EM13LGG703) Utilizar diferentes linguagens, mídias e ferramentas digitais em processos de produção coletiva, colaborativa e projetos autorais em ambientes digitais.

Objetivo de aprendizagem – Desenvolver e/ou ampliar os processos criativos por meio da experiência de produção de minicontos.

Professor-autor – Adriano Salvi, Professor de Linguagens na Escola de Ensino Médio Elfrida Cristino da Silva (Itajaí - Santa Catarina).

Materiais necessários – projetor (caso não esteja disponível, você pode colocar as informações no quadro), cadernos ou bloco de anotações, canetas ou lápis, celulares e internet. Vídeo Miniconto: O máximo no mínimo. Link: https://www.youtube.com/watch?v=7E3IoAs2BuI

Tempo sugerido – 60 minutos.

Organização da sala – Os alunos devem ser divididos em grupos de três ou quatro, a depender do tamanho da turma.

Etapas

1 – Introdução ao tema

Comece a aula verificando o conhecimento prévio da turma. Pergunte se os alunos sabem o que é miniconto, se já leram algum e o que acharam. Proporcione momentos para que os alunos apresentem o que sabem.

2 – Desenvolvimento

Convide-os a assistir ao vídeo “Miniconto: O máximo no mínimo”.

Depois de assistirem ao vídeo, abra espaço para que os alunos comentem quais foram suas impressões. Pergunte sobre o que observaram em relação à estrutura e à temática dos minicontos apresentados, o modo como foram apresentados e os efeitos de sentidos que essas escolhas causaram neles.

Mostre slides, escreva no quadro ou fale sobre a definição do gênero microconto. Trata-se de uma narrativa de curta ou curtíssima extensão, construída por meio de uma linguagem sintética e concentrada: com o menor número de recursos, busca o máximo de efeito. Comente que há várias nomenclaturas possíveis: Twittconto, nanoconto, miniconto, microconto, microrrelato, microliteratura, microficção ou narrativa mínima.

Diga à turma que irá propor desafios a eles. Pause a cada um deles e proporcione tempo para que a turma desenvolva os textos.

Primeiro desafio

Projete ou escreva no quadro e leia com eles o miniconto abaixo. Comente que o texto é de Augusto Monterroso e que, como foi mencionado no vídeo que eles assistiram, este nanoconto é muito famoso. Fomente uma discussão sobre o significado da narrativa e do elemento dinossauro. Proponha que reflitam brevemente sobre os “dinossauros” que habitam seus sonhos.

Microconto: Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá.

Apresente a eles a análise de cada elemento do microconto:

Quando: Conjunção que remete a uma ação presente ao tempo narrativo;

Acordou: O verbo é dotado de abertura: acordou do sono, do sonho, do coma, do desmaio, da alucinação?

O: O artigo é definido, indica um ser/substantivo conhecido, determinado, singularizado.

Dinossauro: O ser pode ser um monstro ou um animal natural, remeter ao tempo pré-histórico ou à ficção científica.

Ainda: Advérbio confere um sentido durativo à ação, de continuidade.

Estava: Remete a uma condição não permanente, transitória.

Lá: O advérbio de lugar remete a um espaço já mencionado, aparentemente próximo ao protagonista.

Complete falando que o sujeito oculto é implícito, remete à terceira pessoa do singular, mas não indica sua natureza.

Explique que os alunos devem reescrever individualmente este miniconto. Oriente que substituam os elementos em vermelho da frase (como abaixo) a fim de criarem uma releitura para o miniconto. Dê a eles dois minutos para realizarem a atividade. Depois, peça para alguns compartilharem o que produziram.

Miniconto: Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá.

Projete em slide, escreva no quadro ou comente oralmente algumas das características dos minicontos:

- Economia de palavras: concisão narrativa
- Velocidade narrativa: recorte significativo
- Unidade narrativa: história completa
- Minimalismo: simplificação das formas
- Ausência de descrição: substantivos duros
- Sugestão de contextos: (elipses/subentendidos/implícitos)

Apresente alguns exemplos de microcontos. Abra espaço para que os alunos interpretem, brevemente, cada um deles.

Fazenda

O mandacaru espiou a mijada da moça. (Oswald de Andrade)

Insônia

Teve seus sonhos adiados. (Adriano Salvi)

Sociedade fálica

Você já é um membro?(Marcio Markendorf)

Explique à turma que é possível utilizar a estratégia do deslocamento para se criar microcontos. Ela ocorre quando, como o nome diz, se desloca um texto do seu contexto original e dá a ele novo significado com um bom título. Exemplo:

RAIVA
Bata por 15 minutos e deixe descansar.
(contexto original: receita de bolo)

Segundo desafio

Diga que este será realizado em grupo. Explique que os estudantes devem considerar o que foi exposto a respeito da estratégia de deslocamento e criar títulos para as frases abaixo. Pergunte: Que histórias estão ocultas nos letreiros? Lembre a eles que a escolha de um bom título irá definir a narrativa.

Frases:
- Coração acebolado
- Sirva-se dos dois lados
- Risco de choque
- Bebê a bordo

Dê aos alunos cinco minutos para realizarem a proposta. Depois, peça para alguns grupos compartilharem o que produziram. Permita que a turma comente o que for apresentado.

Projete em slide, escreva no quadro ou comente oralmente mais características dos minicontos:

- Participação efetiva do leitor (reflexão/interação/prazer estético);
- Personagens banais/comuns (anti-heróis);
- Recorte do cotidiano e suas experiências (pequenas crônicas);
- Humor e ironia ("o punch metafísico do chiste");
- Dramaticidade (exploração de problemas sociais).

Mostre mais exemplos de microcontos. Abra espaço para que os alunos interpretem, brevemente, cada um deles.

Vende-se: sapatinhos de bebê, sem uso. (Ernest Hemingway)

Um vida inteira pela frente.
O tiro veio por trás
(Cíntia Moscovich)

Sujo

Quando saiu do armário, seus pais logo trataram de desinfetá-lo. (Adriano Salvi)

Amor

Maria, quero caber todo em você. (Manoel de Barros)

Diga que antes de apresentar o próximo desafio, irá apresentar algumas dicas de escrita:

- Encontre o coração da história (mote inspirador);
- Trabalhe as unidades narrativas (tempo, espaço, ação);
- Mantenha um ponto de vista único (impossível divagar);
- Limite o número de personagens em cena (economia dramática);
- Jogue com as palavras (linguagem conotativa);
- Brinque com as convenções (linguagem crítica);
- Tenha um destinatário (ideia de aproximação);
- Estabeleça contrastes e conflitos entre personagens (gênero/geração/ideologia);
- Crie títulos precisos (chamativo ou complementar para o sentido da história);
- Estabeleça um final marcante/impactante/revelador;
- Desenvolva a concisão escrita (menos é mais).

Terceiro desafio

Avise que este também será feito em grupo. Explique que os alunos irão produzir microcontos com base nas propostas apresentadas abaixo. Lembre que eles devem considerar todas as características do gênero discutidas ao longo da aula. Diga que cada grupo deve escolher ao menos três das alternativas colocadas.

Opções:

- Cão que ladra não morde: Ressignificar o ditado popular.
- Zumbi: Jogar com o humor em torno do mito.
- Amor: Explorar a diversidade e as relações de gênero em torno deste tema.
- Estrada: Construir uma história com base em metáforas viárias.
- Conto de fadas: Revisitar um conto de forma simplificada.
- Engarrafamento: Comentar ironicamente o cotidiano.

Dê à turma 10 minutos para desenvolveram a proposta. Depois, convide cada grupo a compartilhar o que foi produzido. Permita que a turma comente as produções.

3 – Fechamento

Proponha aos alunos a criação de um perfil coletivo no aplicativo Instagram para a publicação dos textos produzidos por eles. Explique que você será o mediador e que irá receber o material por meio do grupo de Whatsapp da turma (ou outra mídia que permita a formação de um grupo). Diga que irá utilizar um único formato (de tamanho e de fonte) para desenvolver uma unidade visual para as postagens. Comente que eles podem escolher imagens para acompanhar os microcontos. Instigue-os a produzir novos minicontos e enviar para o grupo.

4 – Avaliação

A avaliação da atividade deve ser realizada de maneira processual. Durante o processo de produção textual, o professor pode observar a utilização dos elementos da gramática normativa (ortografia, pontuação, acentuação, concordância etc) e orientar os alunos quanto ao uso correto deles. Também pode acompanhar a coerência e coesão textual, a pertinência ao gênero narrativo (no caso, minicontos), as escolhas multimodais (cor, tipo, ilustração etc.), a criticidade e a criatividade das narrativas.

 

Tags

Guias