Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

4 atividades de alfabetização sobre coronavírus

Veja como levar o assunto para turma e trabalhar a conscientização no Fundamental 1

POR:
Mara Mansani
Ilustração: Rodrigo Damati/Nova Escola

A Educação e a prevenção devem andar juntas! Em épocas de dúvidas e preocupações sobre o novo coronavírus nada melhor do que levar para a sala de aula a pesquisa, o debate, o estudo sobre como se prevenir e evitar o contágio do covid-19.

E prevenção é o assunto do momento no mundo e, consequentemente, em nossas escolas. Os pequenos da alfabetização também não param de falar sobre isso. De um lado há uma necessidade explicita de respostas para as dúvidas de como se cuidar e do outro lado as informações, orientações nem sempre corretas, retiradas de fontes duvidosas, pois vivemos uma onda de fake news.

Que tal aproveitarmos essa necessidade de informações, de como se cuidar e se prevenir, para alfabetizar as crianças? Dessa forma, fica ainda mais evidente um dos mais importantes papeis da Educação: “Educar para a vida!”.

Para começar, vou desenvolver com meus alunos da alfabetização quatro práticas envolvendo leitura e escrita de textos explorando o tema. Compartilho com vocês, professores alfabetizadores, minha proposta. É importante destacar que as práticas podem ser adaptadas e desenvolvidas com alunos maiores, de outros anos, ampliando-se o nível de complexidade.

A proposta é que as crianças reflitam sobre a escrita alfabética ao escrever os textos, levando em consideração as características dos gêneros e ainda que tenham acesso à informação e orientação de qualidade.

As práticas estão alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Selecionei as habilidades:

Em Língua Portuguesa:

(EF12LP04) Ler e compreender, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor ou já com certa autonomia, listas, agendas, calendários, avisos, convites, receitas, instruções de montagem (digitais ou impressos), dentre outros gêneros do campo da vida cotidiana, considerando a situação comunicativa e o tema/assunto do texto e relacionando sua forma de organização à sua finalidade.

(EF01LP17) Planejar e produzir, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor, listas, agendas, calendários, avisos, convites, receitas, instruções de montagem e legendas para álbuns, fotos ou ilustrações (digitais ou impressos), dentre outros gêneros do campo da vida cotidiana, considerando a situação comunicativa e o tema/assunto/finalidade do texto.

(EF01LP20) Identificar e reproduzir, em listas, agendas, calendários, regras, avisos, convites, receitas, instruções de montagem e legendas para álbuns, fotos ou ilustrações (digitais ou impressos), a formatação e diagramação específica de cada um desses gêneros.

(EF12LP12) Escrever, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor, slogans, anúncios publicitários e textos de campanhas de conscientização destinados ao público infantil, dentre outros gêneros do campo publicitário, considerando a situação comunicativa e o tema/ assunto/finalidade do texto.

(EF02LP18) Planejar e produzir cartazes e folhetos para divulgar eventos da escola ou da comunidade, utilizando linguagem persuasiva e elementos textuais e visuais (tamanho da letra, leiaute, imagens) adequados ao gênero, considerando a situação comunicativa e o tema/assunto do texto.

(EF12LP16) Identificar e reproduzir, em anúncios publicitários e textos de campanhas de conscientização destinados ao público infantil (orais e escritos, digitais ou impressos), a formatação e diagramação específica de cada um desses gêneros, inclusive o uso de imagens.

Prática 1: Leitura de materiais de referência para estudo e base para as escritas

Leve para a sala de aula reportagens, folhetos explicativos, textos científicos-informativos, cartazes de fontes confiáveis e conceituadas, para ler e abrir o debate com as crianças. O Ministério da Saúde, as secretarias de Educação e de Saúde, institutos e Universidades veem oferecendo materiais de qualidade. Nova Escola também já disponibilizou uma material bem bacana com muitas informações sobre o novo Coronavírus. Leia mais aqui

Há também materiais em vídeos, na internet com orientações sobre boas práticas de higiene pessoal, que podem fazer parte desse momento de sensibilização e preparação para escrita.

Prática 2: Escrita de cartaz de conscientização

Cartaz é um texto publicitário que é utilizado, entre tantas outras coisas, em campanhas de conscientização. Tem função apelativa e trama textual descritiva. Na BNCC faz parte do campo da Vida Cotidiana. Na escola, os cartazes são usados também como um painel informativo trazendo pesquisas e estudos dos alunos.

Proponha a escrita de cartazes em grupos. A ideia é chamar atenção de toda a comunidade escolar sobre a importância de se prevenir. Com o auxílio de um outro cartaz como modelo, vá destacando com eles as características do gênero textual: frases de impacto, tamanho das letras, imagens, a diagramação.

Em cada grupo faça as intervenções para a escrita alfabética e auxilie os alunos para que todos os cartazes tenham   pelo menos uma orientação de como se prevenir. Provavelmente aparecerão como frases de impacto como “cuidado com o coronavírus!” ou “lave as mãos já!”. Eles podem ilustrar com seus próprios desenhos ou com recortes de imagens coletadas em jornais e revistas.

Prática 3: Produção coletiva de infográfico

Para esse gênero textual pode-se explorar os principais sintomas do novo coronavírus com algumas perguntas como “o que pode acontecer com quem não se previne?”. É interessante também usar representações de pessoas em imagens,  explicar como se dá o contágio e como o vírus se espalha.

Se for possível, você pode fazer uso de um editor de texto e um projetor para a produção coletiva com a turma, onde você será a escriba explorando oralmente com as crianças o conteúdo e a diagramação do infográfico.

Veja aqui algumas orientações de como explorar a escrita do gênero infográfico na alfabetização.

Prática 4: Escrita de texto instrucional – Como lavar as mãos de maneira correta e adequada para prevenir o contágio 

Use vídeos de orientação previamente selecionados de fontes confiáveis que orientam a higiene das mãos. Na Internet há vários deles. Explore oralmente o conteúdo apresentado nos vídeos, destacando as principais informações.

Depois exercite com as crianças a lavagem das mãos, corrigindo e fazendo ajustes. Fotografe o passo a passo da lavagem e, finalmente, proponha que as crianças escrevam em duplas ou em grupos de três, quatro alunos, as legendas das fotos de forma que seja produzido um texto instrucional a partir da combinação entre imagens e escritas. Durante a atividade faça intervenções pedagógicas que oriente a escrita alfabética.

O material produzido pode ser multiplicado em cópias que podem ser distribuídas às famílias e aos alunos de toda a escola.

Viu como são práticas possíveis de serem realizadas e que se bem conduzidas podem resultar em muita aprendizagem? Essas atividades não colaboram apenas para o desenvolvimento da alfabetização, mas também para o momento em que vivemos: a prevenção e conscientização do coronavírus.       

Mas e vocês, queridos professores alfabetizadores, como andam trabalhando essa temática em sala de aula? E em suas escolas, o que está sendo feito em relação as orientações e informações sobre a pandemia? Conte aqui nos comentários pra mim!

Vamos juntos, todos nós, fazer a educação ter sentido em nossas vidas!?

Um grande abraço e até a próxima,

Mara 

Mara Mansani é professora há quase 30 anos, lecionou em vários segmentos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, passando também pela Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2006, teve dois projetos de Educação Ambiental para o Ensino Básico publicados pela ONG WWF, no livro “Muda o Mundo, Raimundo”. Em 2014, recebeu o Prêmio Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, na área de Alfabetização, com o projeto Escrevendo com Lengalenga.

Tags

Guias