Avaliando o clima escolar

A metodologia desenvolvida pelo Gepem avalia a escola a partir de oito dimensões que têm impacto nos relacionamentos pessoais

POR:
Ricardo Prado
Ilustração de Tiago Elcerdo mostra crianças conversando
Ilustração: Tiago Elcerdo/Nova Escola

Nascido de um projeto de pesquisa chamado “Em busca de caminhos que promovam a convivência respeitosa em sala de aula todos os dias”, o Manual de Orientação para a aplicação dos questionários que avaliam o clima escolar é um instrumental que se encontra disponível para download gratuito juntamente com suas instruções de aplicação na Biblioteca Digital da Unicamp

O estudo, realizado em caráter experimental em duas escolas públicas em 2013, foi posteriormente ampliado em uma segunda versão, até se tornar um instrumento específico para avaliar o clima escolar. Participaram desse processo 11.150 alunos, professores e gestores de 62 escolas de diferentes estados brasileiros. Publicado em 2017, esse trabalho de fôlego que culminou com a criação e validação de um instrumento capaz de aferir o universo difuso das emoções e afetos no ambiente escolar representa, no entanto, apenas o ponto de partida para a melhora do ambiente escolar, conforme salientam os autores do manual ao fim da introdução: “Uma avaliação do clima escolar não pode ser um fim em si mesma, mas sim, um meio a serviço de um projeto”.

 

E para ser bem-sucedido nesse projeto que conduz à melhora nas relações humanas na escola, o apoio acadêmico e dos pares é muito importante, recomendam os organizadores do estudo. “A avaliação tem de contribuir para atender à escola no que ela precisa, mas, ao mesmo tempo, é necessário que se tenha uma formação de alto nível. Nesse sentido, é altamente positiva a parceria com universidades e instituições de formação, auxílio dos especialistas e trocas entre as escolas. Discutir os problemas identificados em uma avaliação do clima somente a partir do referencial da escola pode promover pouco avanço além do que ela já faz”, destaca a publicação.  

A escola sob oito prismas

O instrumental avalia o clima da escola a partir de oito dimensões que abrangem diferentes aspectos da instituição e seus impactos na comunidade escolar. São estas as dimensões avaliadas: 

1. As relações com o ensino e a aprendizagem.
2. As relações sociais e os conflitos na escola.
3. As regras, as sanções e a segurança na escola.
4. As situações de intimidação entre alunos.
5. Família, escola e comunidade.
6. A infraestrutura e a rede física da escola.
7. As relações com o trabalho.
8. A gestão e a participação. 

Para cada um dos itens há quatro possibilidades de resposta e, ao fim, uma tabela de pontuação que classificará o ambiente da escola. Avaliado o clima, o passo seguinte é começar a trabalhar para melhorar o que, na opinião da maioria, está ruim e merece o investimento pessoal de todos, em nome da harmonia e do bom convívio. E ninguém duvida que o resultado dessa operação será contabilizado em aulas mais tranquilas e produtivas, para professores e alunos.

Baixe aqui o pdf do Manual de Orientação para a Aplicação dos questionários que avaliam o clima escolar:

BAIXE O PDF

Veja um filme curta-metragem realizado no Educandário Santo Antônio da cidade de Bebedouro  (SP) com alunos de teatro do Programa de Apoio Socioeducativo, que relata sete dias na vida de Vicente, garoto que não sabe por que sofre agressões e tenta descobrir como lidar com a situação:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias