Jogos digitais: o que eles têm de especial

Um bom jogo de tabuleiro ou cartas já é incrível. Mas quando a tecnologia entra em cena, as oportunidades avançam muito

POR:
Wellington Soares
Ilustração de Duda Oliva sobre games
Ilustração: Duda Oliva

Você já deve saber disso: se o jogo por si só já promove o engajamento dos alunos, quando eles lidam com games interativos, a imersão é muito maior. "A cor, o som, são alguns itens que chamam muito a atenção das crianças", conta Fabrício Eduardo Ferreira, professor da rede municipal de Pindorama (SP) e mentor do Time de Autores dos planos de aula NOVA ESCOLA. Mas não é só impressão: a ciência mostra muitas vantagens que são associadas ao uso de jogos digitais. Conheça, abaixo, algumas características que tornam os games tão especiais.

A LIGAÇÃO COM O IMAGINÁRIO

"Os jogos para aprendizagem têm ganhado narrativas cada vez mais fascinantes", conta Luciano Meira, professor da Universidade Federal de Pernambuco e fundador da Joy Games. As histórias que permeiam os desafios ligados à matemática despertam o interesse e a curiosidade dos estudantes. "Elas se ligam à imaginação e à criatividade das crianças e ajudam a construir uma aprendizagem mais significativa", explica Luciano.

 

FEEDBACK IMEDIATO E DESAFIADOR

Quando fazemos a tarefa de casa, precisamos esperar até o dia seguinte para sabermos se acertamos ou erramos. "Muitas vezes, nem estamos mais engajados naquele desafio e a resposta fica apenas em 'certo' ou 'errado'", diz Luciano. Em jogos digitais, o retorno é imediato e – naqueles de boa qualidade – engaja o aluno a reavaliar sua resposta em busca de uma estratégia que o faça acertar e, por consequência, avançar no jogo.

PERSONALIZAÇÃO

Há cada vez mais plataformas avançadas, que analisam o desempenho nos jogos e montam trilhas de desafios com base nas suas dificuldades e em seus pontos de atenção. Elas também oferecem relatórios aos professores, que podem avaliar cada aluno individualmente e a turma. Essa tecnologia, infelizmente, ainda não está disponível para todas as escolas, mas já há redes públicas que fazem o uso de plataformas com essas características.

CUIDADOS E DESAFIOS

Um ponto negativo dos games ainda é, infelizmente, a indisponibilidade tecnológica para usá-los, já que necessitam que os alunos estejam em computadores com os jogos instalados ou com acesso à internet. De todo modo, vale lembrar que jogos digitais não substituem completamente outras estratégias de ensino, nem os jogos tradicionais. "O professor não pode deixar de lado o registro e a problematização", destaca Fernando Barnabé. É importante que o professor estimule os estudantes a tomarem nota dos desafios e estratégias que enfrentaram e possam compartilhar e debater esse registro com os colegas. Além disso, competências importantes como a empatia, a negociação e o trabalho em grupo também são mais intensas no uso de jogos físicos.

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias