O passo a passo para a produção de texto

Independente do gênero textual, é possível adaptar essas sugestões de atividade para as especificidades da sua turma

POR:
Paula Salas
Crédito: Andris Bovo/NOVA ESCOLA

Fábulas, crônicas, memórias, cordel e notícias - os alunos do Fundamental II da professora Dayane Martins, na EE Professora Judith Ferreira Piva, em Ribeirão Pires (SP), já se aventuraram a escrever todos esses gêneros para outras crianças. Desde 2018, Dayane aproveita o modelo de sequência didática apresentado no livro Gêneros Orais e Escritos na Escola, de Bernard Schneuwly, Joaquim Dolz e colaboradores, da editora Mercado de Letras, para trabalhar diferentes gêneros textuais. Os passos são sempre os mesmos. O que muda é o tipo de texto que se deseja explorar e as especificidades da sua escola, turma ou proposta. Confira o passo a passo da atividade: 

1) Apresente para os alunos a proposta
É importante que eles tenham noção do que será trabalhado e que as decisões sejam tomadas em conjunto. Por exemplo: caso a sequência tenha um produto final, seja um livro, seja um blog, é importante que os alunos saibam desde o começo. 

2) Proponha uma produção inicial
Não dê orientações. Proponha que os alunos façam um texto a partir do que eles sabem ou imaginam que caracteriza aquele gênero textual. Uma possibilidade é apresentar alguns exemplos para que os alunos ampliem o repertório e construam o texto autoral. 

Crédito: Andris Bovo/NOVA ESCOLA

3) Aprofunde-se no gênero textual proposto
Com base nas dúvidas que aparecerem na produção inicial e no tempo disponível para o projeto, crie uma sequência de módulos para estudar o tipo de texto desejado. Durante esse percurso, é interessante propor outros momentos de escrita e que os alunos não escrevam apenas no início e no fim do projeto, uma vez que o percurso pode durar um semestre inteiro. Proponha nesse meio-tempo produções menores, que propiciem oportunidades de experimentar na criação de narrativas.

4) Conduza para a produção final
Com base no que aprenderam e nas características do gênero levantadas pelos alunos, peça para que eles revisitem a produção inicial e decidam se querem fazer alterações ou começar um novo texto. 

Crédito: Andris Bovo

5) Dedique-se ao produto final
Para que o texto tenha função social, é interessante que haja um produto final, como um livro ou publicação digital. O que será esse produto final depende do gênero escolhido e da troca com os alunos. É fundamental que os alunos participem de todo o processo de criação - ou seja, caso decidam construir um site, os estudantes devem participar, realmente, da sua construção, e não receber um site já pronto.