Como conversar sobre autoestima e aceitação com crianças do Fundamental 1?

O que fazer quando mais da metade dos alunos não gostam do próprio corpo? Veja e ouça aqui dicas para enfrentar esse problema

POR:
Pedro Annunciato, Flavia Nogueira
A psicóloga Ana Carolina C. D'Agostini    Crédito: Acervo pessoal

Quando o professor Luiz Gustavo Bonatto Rufino recebeu de volta os questionários de seus alunos no projeto “Ressignificando as visões sobre o corpo”, observou uma tendência inquietante: mais da metade dos meninos e meninas mostraram uma visão depreciativa do próprio corpo.

No entanto, o que leva crianças de 8 e 9 anos a terem essa visão de si mesmas? Como o professor pode detectar a baixa autoestima de seus alunos? O que fazer nesses casos?

“Esses necessitam de um trabalho interdisciplinar mais intenso e, às vezes, até intervenções efetivas fora da escola, como encaminhamentos médicos, possibilidades de trabalhos com psicólogos especialistas. É importante procurar desvendar as possíveis origens da baixa autoestima e atuar no desenvolvimento de competências que permitam ao aluno se enxergar de diferentes formas”, explica o professor.

E quando um ou mais alunos não são aceitos pelos outros estudantes por causa da aparência? Como o professor pode convencer as crianças de que é preciso aceitar os outros?

Ouça, abaixo, cinco dicas de Ana Carolina D’Agostini, psicóloga e pedagoga com especialização em psicologia, sobre como enfrentar esses problemas em sala de aula e como conversar com os alunos sobre autoestima e aceitação do outro. 

1. Use um vídeo

 

2. Ajude os alunos no autoconhecimento

 

3. Leitura do livro "Tudo Bem Ser Diferente"

 

4. Propor uma pesquisa sobre mulheres que os alunos admiram

 

5. Propor um combinado coletivo

 

 

 

Tags

Guias