Paula Peres Jornalista pela Universidade de São Paulo (USP), trabalhou com Educação antes mesmo de entrar na faculdade e foi educadora voluntária do Projeto Redigir por quatro anos. Nasceu no Capão Redondo, periferia de São Paulo, é feminista, pagodeira e tem sempre uma piada na ponta da língua. Gosta do cheiro de escola, café e pipoca.

A bola de neve do Ensino Médio

POR:
Paula Peres
Crédito: Duda Oliva

Olá!

Recentemente, nossos colegas do Iede (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional) publicaram, em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Unibanco, um estudo sobre o Ensino Médio público no Brasil.

Uma das conclusões dos pesquisadores é de que as dificuldades enfrentadas na etapa são uma espécie de bola de neve (ou melhor: nos últimos anos do Ensino Fundamental rolando para o Ensino Médio).

Um dos principais problemas é a defasagem de aprendizagem dos alunos. Acontece que ela é resultado de anos de escolarização sem aprendizagem adequada. Soma-se a isso a evasão dos alunos, causada, em grande parte, pelo descompasso entre as necessidades dos adolescentes e o que a escola oferece, e os problemas na formação continuada dos professores. Pronto: temos a fórmula da desafiadora última etapa da Educação Básica. Para saber mais sobre a pesquisa e os desafios do nosso Ensino Médio, leia a reportagem na íntegra.

Na outra ponta…

O estudo também identificou algumas escolas que atingiram os critérios de qualidade que foram estipulados. São poucas: 100, entre mais de 5 mil. Mas elas têm algumas semelhanças que podem servir de aprendizado para todo o Brasil. Confira aqui.

Por falar em Ensino Médio…

Nessa etapa, geralmente, os alunos se sentem autossuficientes e não “permitem” que seus responsáveis acompanhem sua vida escolar. E os pais também consideram que seus filhos estão “grandinhos” o suficiente. Como restabelecer essa parceria entre escola e família? O professor Ademir Almagro leciona para turmas de Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio, e junto com a professora Mônica Felismino, deu algumas dicas do que os professores podem fazer. Veja aqui.

Setembro Amarelo

O mês de setembro é marcado por reflexões sobre depressão, suicídio e saúde mental, na campanha conhecida por “Setembro Amarelo”. Na Nova Escola, fizemos vários conteúdos a respeito, vocês viram? Confiram aqui.

E, neste conteúdo, você pode ver algumas ações que a escola pode fazer para tornar o bem-estar contagiante.

Um abraço,

Paula Peres
Repórter de NOVA ESCOLA

Tags

Guias

Tags

Guias