Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

EAD: vagas para Ensino Superior superam ensino presencial, segundo Censo

A maior oferta de cursos EAD está nas instituições privadas

POR:
Camila Cecílio
A maior oferta de cursos EAD está nas instituições privadas    Crédito: Divulgação/MCTIC

Pela primeira vez, o número de vagas oferecidas no Ensino à Distância (EAD) superou o total de vagas no ensino presencial em cursos do Ensino Superior no Brasil. Dados do Censo da Educação Superior 2018, divulgados pelo Ministério da Educação nesta quinta-feira (19/09), apontam que no ano passado, das 13,5 milhões de vagas disponíveis para cursos de Ensino Superior, 7,1 milhões foram para a modalidade EAD. 

Embora a oferta de vagas em EAD tenha aumentado, o número de alunos matriculados no ensino presencial nas universidades brasileiras ainda é maior, com 6,4 milhões. No mesmo período, na graduação a distância, havia 2 milhões de estudantes matriculados. A maior oferta de cursos EAD está nas instituições privadas. 

LEIA MAIS   EAD: licenciatura a distância cresce 1500% em dez anos nas universidades particulares

Atualmente, há 8,4 milhões de estudantes de graduação matriculados no Ensino Superior no Brasil. Desse total, apenas 24,6% deles em universidades públicas, segundo dados do MEC. Em 2018 foram 3,4 milhões de novos ingressantes, enquanto, no mesmo ano, somente 1,2 milhão concluíram a formação. 

Outra informação do Censo da Educação Superior 2018 é que 56,8% dos estudantes que ingressaram nas universidades em 2010 desistiram do curso, uma vez que só 37,9% concluíram o Ensino Superior. Ainda de acordo com o levantamento, 5,3% ainda estavam na graduação após o período de 6 anos.

O ministro da Educação Abraham Weintraub disse durante coletiva de imprensa que os dados chamam atenção e que, nesse ponto, o Brasil é ineficiente. “Qualquer atividade econômica – e o ensino é uma atividade econômica mesmo quando público – tem que ter critérios de eficiência e nós somos muito ineficientes aqui no Brasil, onde mais da metade dos ingressantes desiste ao longo do curso, sendo que há um alto grau de pessoas que ficam muito mais tempo que o necessário para concluir”, afirmou. 

Weintraub também garantiu que se essa ineficiência fosse reduzida “a gente  conseguia dobrar o número de pessoas com Ensino Superior utilizando os mesmos recursos, sem fazer nenhum investimento”. Além disso, o ministro destacou que o perfil de estudante do Ensino Superior que representa “menos fracasso” é o do “jovem pobre que pega financiamento e vai fazer faculdade privada”. “Esse jovem que está vendendo almoço para comprar o jantar, ele leva a sério os estudos”, comentou. 

Em relação aos financiamentos contratados por alunos para cursar o Ensino Superior, os dados mostram que 53,3% dos estudantes de instituições privadas concluíram a graduação com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Já com o ProUni – bolsas integrais e parciais – foram 56% de concluintes. Sem Fies ou ProUni, apenas 34,8% se formaram. 

Queda no Ensino Médio

Segundo o MEC, cerca de 40% dos jovens entre 18 e 24 anos concluíram o Ensino Médio e não frequentam a universidade. Somente 21,7% da população nesta faixa-etária cursa algum curso no Ensino Superior. 

Outro dado levantado pela pesquisa revela que o número de matrículas no Ensino Médio tem diminuído nos últimos anos. Em 2016 foram 8.133, mas ano passado o total de alunos matriculados foi de 7.710. 

LEIA MAIS   Após 50 dias de incerteza, Inep confirma contrato com gráfica para imprimir Enem

Enem corre bem

Durante a coletiva de imprensa realizada no MEC para apresentar os dados do Censo da Educação Superior 2018, o ministro da Educação enfatizou que falta pouco mais de um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que “tudo corre bem” para a aplicação das provas. “Todas as reportagens que incitavam certo terrorismo nos 5 milhões de brasileiros que vão fazer o Enem não estão se materializando, tudo está correndo perfeitamente normal, continuamos tranquilos e otimistas para o evento do Enem”, rebateu. As provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro em todo o país. 

A apresentação com os dados do Censo da Educação Superior 2018 feita pelo MEC está disponível aqui

Tags

Guias

Tags

Guias