Compartilhe:

Jornalismo

Implementação das escolas cívico-militares começa em 2020

PorLaís Semis

06/09/2019

Crédito: Duda Oliva

Olá,

Apesar da Paula Peres estar de férias (boas férias, Paula!), o mundo da Educação não para! Hoje, o dia começou com o lançamento do Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares. A proposta do programa é ofertar 216 escolas cívico-militares no país até 2023. No evento que foi transmitido ao vivo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ressaltou algumas das características desse modelo de escolas, como a disciplina e os valores morais. “Eu quero colocar na cabeça dessa garotada os valores cívicos-militares, como tínhamos há pouco no governo militar sobre respeito à bandeira”, disse o presidente. 

O programa já deve ser implementado em 2020 e os estados indicarão em setembro duas escolas para receber o projeto. Para saber mais sobre a proposta e o que rolou no lançamento do programa, recomendo que você clique aqui.

O modelo de escolas cívico-militares divide opiniões. Para se apropriar dessa discussão, este conteúdo pode te ajudar a conhecer mais sobre a concepção dessas escolas, como os conceitos de disciplina e moralidade estão presentes e entender como elas funcionam na prática.

Mudando de assunto…

Na sua trajetória enquanto aluno, você já se questionou o sentido das tarefas, trabalhos e exercícios que eram propostos pela escola? Acompanhando o mundo da Educação, eu penso cada vez mais sobre isso. Eu não estou sozinha. Nesta semana, a coordenadora Camila Zentner fala sobre práticas para rever e práticas para investir na Alfabetização. Um dos pontos levantados pela Camila é de que atividades mecânicas pouco ou nada contribuem para a aprendizagem da escrita e que elas precisam contemplar a escrita em seu uso social. Você pode saber mais sobre esse assunto clicando aqui.

Enquanto a Paula Peres não volta, a gente deve se ver de novo por aqui nos próximos dias.

Um abraço,

Laís Semis

Repórter de NOVA ESCOLA E NOVA ESCOLA GESTÃO

continuar lendo