Paula Peres Jornalista pela Universidade de São Paulo (USP), trabalhou com Educação antes mesmo de entrar na faculdade e foi educadora voluntária do Projeto Redigir por quatro anos. Nasceu no Capão Redondo, periferia de São Paulo, é feminista, pagodeira e tem sempre uma piada na ponta da língua. Gosta do cheiro de escola, café e pipoca.

Como a gente faz para prender a atenção dos alunos?

POR:
Paula Peres
Crédito: Duda Oliva

Olá!

Essa pode ser a pergunta de muitos mil reais para vários professores brasileiros. E você pode ter a chance de entender qual é o segredo de um professor que cativa os alunos nas turmas por onde passa. Estou falando do professor Ademir Almagro que, junto com a professora Mônica Felismino, estará ao vivo no site de NOVA ESCOLA amanhã (5 de setembro), a partir das 19h. Você pode participar enviando suas dúvidas nos comentários ou na

nossa página do Facebook. A iniciativa é uma parceria da NOVA ESCOLA com a rede Conectando Saberes.

Entenda seu salário

Quando estava no Ensino Médio, fiz um curso técnico integrado à grade curricular tradicional. O que significa que eu tinha aula de Geografia, Língua Portuguesa, Matemática, mas também Programação, Banco de Dados e Gerenciamento de Empresas.

Nas aulas de Gerenciamento de Empresas, lembro que aprendi a “ler” um holerite. A professora explicou o que era cada benefício de um funcionário e como era calculado cada desconto. Eu achei que se tratava de mais um conteúdo escolar como outro qualquer, mas quando saí da escola e fui trabalhar como jovem aprendiz, aos 17 anos, percebi que nem todo mundo sabia de onde vinham os descontos de seu próprio salário. Na verdade, quase ninguém. Virei a amiga que explicava quando compensava pedir o vale-transporte, quanto era descontado do salário pelo vale-refeição, para onde ia o dinheiro do INSS e todas essas coisas.

Sabemos que a categoria de professores tem algumas diferenças das demais. É difícil até dizer quanto um professor ganha, em média, porque depende do regime de dedicação, da rede, do tempo de trabalho, etc. E é justamente por isso que os professores precisam entender o que significa cada linha do seu holerite. Cada rede vai ter as suas especificidades, é verdade, e as diferenças salariais entre estados e municípios são enormes. Apesar disso, há alguns padrões que podem ser verificados. Por isso, pegue o seu holerite na mão, abra este conteúdo e aprenda já a entender pra onde vai todo o dinheiro que sai do seu salário.

Hoje eu entro de férias pelas próximas duas semanas. Nesse intervalo, minhas colegas de redação não vão deixar a peteca cair e vão garantir que as conversas diárias da NOVA ESCOLA cheguem todos os dias a vocês por e-mail =)

Um abraço e até a volta,

Paula Peres

Repórter de NOVA ESCOLA