Paula Peres Jornalista pela Universidade de São Paulo (USP), trabalhou com Educação antes mesmo de entrar na faculdade e foi educadora voluntária do Projeto Redigir por quatro anos. Nasceu no Capão Redondo, periferia de São Paulo, é feminista, pagodeira e tem sempre uma piada na ponta da língua. Gosta do cheiro de escola, café e pipoca.

Segunda-feira difícil, mas é o que tem para hoje

POR:
Soraia Yoshida
Crédito: Duda Oliva

Tudo bom?

Segunda-feira é um daqueles dias em que mesmo quando você acorda cedo e organiza a sua jornada, o Universo parece conspirar para você tropeçar e ter que mudar seu plano. Nesses dias, depois de tantos momentos de fúria e de frustração, eu aprendi que o melhor é não brigar e sim me deixar levar. É perfeito? Não. Eu gosto? Não, mas é o que tem para hoje. A questão, para mim, é que você precisa terminar o seu dia sabendo que fez o que era realmente importante.

Essa é a visão que eu tenho ao olhar para o Fundeb, que é hoje o principal mecanismo de financiamento para a Educação Básica brasileira. Nesta reportagem, nós contamos como ele funciona e quais são as grandes questões que o cercam. O Fundeb funciona através da junção de 27 fundos estaduais, que arrecadam verba através de impostos nos estados e municípios. A partir desse valor total, a União faz uma complementação de 10%. Ou seja, a cada real arrecadado por todos os estados juntos, dez centavos são acrescentados pela esfera federal. Para entender mais quais são os desafios, leia a reportagem completa.

Ainda sobre o Fundeb, eu recomendo a leitura da coluna da advogada Alessandra Gotti, que trata de Direito e Educação. Aqui ela fala sobre a importância do fundo e seu potencial de impacto na qualidade e equidade da Educação no país. Leia na íntegra para entender melhor a conversa

E por falar em equidade, o professor Paulo Blikstein defende que o uso de pedagogias progressistas é um elemento de equidade – para reter o aluno e fazer com que ele seja mais interessado. “Não é que ele vai se apaixonar por tudo, mas ele vai ter algumas experiências de sucesso”, diz. Leia aqui a entrevista completa.

Se tudo der certo, amanhã eu volto com outras sugestões. E, de preferência, com mais fluência e mais leveza, pois é isso que a vida pede da gente todos os dias.

Até mais, se cuide

 

Soraia Yoshida
Editora do site NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA GESTÃO

Tags

Guias