Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Saiba | Pesquisa


Por: Tory Helena

Metade da população quer mais valorização docente

Combate ao analfabetismo e mais creches devem ser prioridades, aponta pesquisa do Todos pela Educação

O Ministério da Educação (MEC) não está enfrentando os reais problemas da Educação: essa é a percepção de 55% dos entrevistados pela pesquisa da ONG Todos pela Educação, realizada no primeiro semestre. Já o trabalho do governo federal na área é avaliado negativamente por 58% dos brasileiros (outros 15% aprovam e 20% classificam como regular). A pesquisa também mostrou descompasso entre governo e opinião pública no que diz respeito às áreas que deveriam receber maior atenção. Para 61%, o governo deveria ampliar vagas em creches (e aumentar sua qualidade), combater o analfabetismo, melhorar os salários dos professores e garantir a qualidade do Ensino Médio. Já pautas como ampliar o número de escolas militares, permitir o homeschooling, incentivar os alunos a filmar os professores e combater a doutrinação na sala de aula são importantes para menos de 10% dos que responderam à pesquisa. Feito com o Ideia Big Data e publicado em julho, o estudo “O governo federal e a educação” ouviu 1.720 pessoas em todo o Brasil. 

QUAIS DEVERIAM SER AS PAUTAS DE MAIOR ATENÇÃO DO GOVERNO FEDERAL PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA?

COMO VOCÊ AVALIA A ATUAL QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NO BRASIL?

 

COMO AVALIA A ATUAÇÃO DO ATUAL GOVERNO FEDERAL NA ÁREA DE EDUCAÇÃO?

Fonte: Pesquisa “O governo federal e a educação” (Todos pela Educação)