A hora e a vez de inserir ferramentas digitais em suas aulas

Temos uma gama de possibilidades para explorar em sala de aula e torná-la mais atrativa, envolvente, desafiadora, aguçando o interesse dos estudantes

POR:
Débora Garofalo
Crédito: Getty Images

Aproveitar os recursos de “velhos conhecidos” como o Pacote Office pode alavancar a aprendizagem, como já falamos em “Está na hora de usar mais (e melhor) o seu Power Point” e “Como usar mais e melhor o Word em sala de aula”. Não podemos descartar que em muitas localidades brasileiras, esses são os recursos disponíveis no computador, e que nem sempre se pode contar com acesso à conectividade pelo celular.

Para desmitificar o uso de tecnologia na sala de aula, é preciso ter propósitos e objetivos claros. Ao reinventar o uso de ferramentas criadas originalmente para trabalho no escritório, é possível personalizar o ensino e trabalhar a cultura digital – tão presentes na vida das meninas e meninos e essenciais para trabalhar questões socioemocionais, resolução de problemas reais, colaboração e empatia.

LEIA MAIS   7 ideias para usar tecnologia na Educação Infantil

Além dos recursos conhecidos, outras ferramentas que possuem características que as tornam “coringas” podem (e devem) ser incorporadas ao cotidiano escolar. A seguir preparamos um apanhado para você, professor, incluir em suas aulas. Vamos lá!

 

Pacote Office

Em muitos computadores, os programas desse pacote já estão pré-instalados ou em sua função livre como library office. Por serem ferramentas muito utilizadas pelo mercado, elas podem contribuir para o processo de aprendizagem e introduzir o estudante ao uso de softwares comerciais. Veja a seguir algumas das possibilidades de uso na escola:

Word: é um editor de texto, com muitas possibilidades de interação, entre elas a oportunidade de criar tabelas, desenhar e inserir imagens em documentos. Pode ser um recurso para criar campanhas, tirinhas, charges e até produzir uma HQ (história em quadrinhos).

Excel: um recurso para trabalhar cálculos, gráficos e tabelas. O seu formato em células ajuda a compreensão do ensino matemático, além de ser um grande facilitador para criação de gráficos de diferentes formatos e finalidades, inclusive em 2D e 3D.

Power Point: um recurso para apresentação, que possibilita interação e uma infinidade de possibilidades como transformar a apresentação de conteúdos na lousa, permitindo interação com baixo recurso. Permite fazer animações, vídeos, jogos, quizz, entre outros. É um preparatório para o ensino de programação.

LEIA MAIS   7 ações para superar a barreira da tecnologia na sala de aula

 

Google Sala de Aula

No contexto da aprendizagem, as ferramentas de colaboração podem ser grandes aliadas e esta possui um grande potencial de personalizar o ensino, reforçando o trabalho em equipe e o pensamento crítico. A ferramenta possibilita a professores e estudantes usufruir de recursos que tornam o processo de aprendizado mais produtivo, integrando celular de forma dinâmica e fomentando a exposição dos conteúdos, organização da rotina escolar e acesso aos materiais didáticos.

O professor pode delegar tarefas e trabalhos colaborativos, dos quais todos os alunos podem participar, com direito a buscas na Internet. O docente pode gerenciar o trabalho, acompanhando o empenho e dificuldades dos estudantes. A ferramenta permite o envio de trabalhos e a realização de avaliações com descrições e prazos. Tanto o professor quanto os alunos podem incluir materiais multimídia como vídeos, áudios e links da internet. A tarefa pode ser enviada para mais de uma turma.

LEIA MAIS   Como envolver os alunos na aprendizagem colaborativa

 

GoCongr

A ferramenta é gratuita, sendo um instrumento interativo, que possibilita criar grupos de estudo e compartilhar materiais junto aos estudantes. Com ela, os alunos poderão criar conteúdo, incluir mapas mentais, quizzes, flashcards, slides e anotações, dando dinamismo ao processo de avaliação. Ao acessar o site, o professor cria uma conta no site, informando sua disciplina.

 

Nearpod

Com a ferramenta é possível criar aulas interativas em minutos, importando recursos para despertar a atenção dos estudantes e adicionando recursos interativos, como viagens de campos virtuais, objetos 3D, questionários, enquetes, etc. Pode ser usada no computador ou no celular e tablet.

LEIA MAIS   Mulheres na tecnologia: esse espaço também é nosso

 

As ferramentas digitais permitem a construção do diálogo e ao professor acompanhar a aprendizagem dos estudantes – para tomar as decisões pertinentes a partir dos resultados, intervindo no processo de aprendizagem e despertando o interesse no conteúdo trabalhado.

Para atingir objetivos diferenciados, é necessário repensarmos a forma que estamos trabalhando com nossos alunos, dando a eles a oportunidade de participar da elaboração destes critérios. E você querido professor, quais ferramentas digitais utiliza para alavancar a aprendizagem e tornar as aulas mais atrativas? Conte aqui, nos comentários e contribua com novas práticas pedagógicas.

Um abraço,

Débora Garofalo

Professora da rede Municipal de Ensino de São Paulo, formada em Letras e Pedagogia, mestranda em Educação pela PUC-SP, colunista de Tecnologia para o site da NOVA ESCOLA, Vencedora na temática Especial Inovação na Educação no Prêmio Professores do Brasil e Top 10 no Prêmio Global Teacher Prize, considerado o Nobel da Educação.