Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Conte | Cara Educadora


Por: Lívia Perozim

A educação para a paz não é uma utopia

Esta edição é uma proposta prática para enfrentarmos juntos o problema da violência escolar

Esta revista que você tem em mãos era para ser uma edição sobre alfabetização. Estávamos com todo o cardápio de assuntos planejado, quando, infelizmente, veio o 13 de março. O dia do massacre na EE Raul Brasil, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo. O sétimo atentado do tipo em escolas no país. Paramos tudo. Sofremos. A nossa equipe de jornalistas, por completo, dedicou-se à cobertura on-line da tragédia, com a missão de dar a quem educa informação de qualidade e apoio para seguir na li- da. Diante da dimensão e gravidade do fato, o nosso planejamento para a revista foi por água abaixo.

Esta revista que você tem em mãos nasceu de uma tragédia. E foi feita para que possamos todos nos sensibilizar e nos mobilizar na resolução de um problema vital: a violência no ambiente escolar. Não só a de casos extremos, como a de Suzano, mas aquela silenciosa e cotidiana, já tão normalizada que não mais comove. A violência que está por trás do bullying, da falta de diálogo, de escuta, de respeito, de expectativa e de esperança. Escolhemos, porém, tocar essa ferida pelo caminho curativo, o da paz.

Esta revista que você tem em mãos é um especial sobre paz no ambiente escolar. Nela, você vai poder repensar e entender melhor a importância das relações e da convivência na escola, aprender estratégias e ações para poder firmar uma parceria com a família dos seus alunos, saber como lidar com o luto de crianças e adolescentes sobreviventes de atos violentos na escola, co- nhecer a história de educadoras como a professora Lilia Melo, que passou por duas chacinas no bairro onde sua escola está situada, em Belém (PA) e ganhou seus alunos ao trabalhar arte e identidade periférica, a orientar o seu trabalho em sala de aula para lidar com as emoções das crianças e jovens.

Esta revista que você tem em mãos não é uma utopia. É uma proposta prática para uma educação para a paz. É um convite para que você e todos da sua escola se sintam educadores, independentemente da função que exerçam. É um instrumento para que você se sinta confiante e preparado para uma educação não violenta.

Lívia Perozim é editora da revista NOVA ESCOLA livia@novaescola.org.br 

Foto: Lucas Magalhães/NOVA ESCOLA