Enem 2019: gráfica que imprime provas pede falência

A empresa multinacional fazia as impressões de provas do Enem desde 2009 e alegou “condições de mercado na indústria gráfica e tradicional que estão difíceis” para encerrar suas operações no Brasil

POR:
Laís Semis

Atualizada em 02/04/2019 às 10:37

Crédito: Getty Images

O Exame do Ensino Médio (Enem), com data marcada para os dias 3 e 10 de novembro, corre o risco de ter seu cronograma atrasado. Isso porque a gráfica RR Donnelley, que diagrama e imprime a prova desde 2009, pediu falência e “precisou encerrar suas operações no Brasil”. A empresa informou também que entre os fatores que levaram à decisão estão “as atuais condições de mercado na indústria gráfica e editorial tradicional, que estão difíceis em toda parte, mas especialmente no Brasil”. 

Segundo a nota da gráfica, “recentemente, a RR Donnelley perdeu um de seus principais clientes e registrou uma drástica redução no volume de trabalho contratado”. A empresa, entretanto, não especifica quem é o cliente. O Inep está entre os clientes, tendo impresso na edição de 2018 do Enem cerca de 11 milhões de cadernos de questões.

A notícia vem em um contexto de mudanças dentro do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pelo Enem. Só na semana passada, o Inep sofreu a perda de dois membros do alto-escalão: Paulo César Teixeira, que liderava a Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb), e Marcus Vinicius Rodrigues, que presidia o instituto.

Agora, será necessário abrir uma licitação para encontrar uma nova gráfica para a demandas. Enquanto isso, o Inep já começa a correr contra o tempo, pois a impressão das provas dura cerca de dois meses e o período para solicitar isenção se iniciou nesta segunda (1º/04). Apesar disso, de acordo com o Inep,  "as etapas para a aplicação do Enem 2019 transcorrem normalmente e que o cronograma está mantido". Sobre a falência da gráfica, o Instituto declarou que "existem alternativas seguras sendo avaliadas". 

Tags

Guias