Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Secretária de Educação Básica deixa o MEC

Entre as motivações de Tania Leme de Almeida, estariam o fato de não ter sido consultada sobre a suspensão de alfabetização no Saeb 2019

POR:
Laís Semis
Tânia Leme de Almeida e o ministro  Ricardo Vélez Rodríguez, durante cerimônia de apresentação dos secretários do MEC. Crédito: Luis Fortes/MEC

A semana abre com mais uma baixa no Ministério da Educação (MEC). Quem deixa a cadeira agora é Tania Leme de Almeida, secretária de Educação Básica. Sua saída não havia sido oficializada no Diário Oficial até a terça-feira (26). Tania era docente do Ensino Superior e vinha da equipe do Centro Paula Souza – bem como Luiz Tozi, que a indicou para o cargo. Tozi deixou a secretaria-executiva do MEC no último dia 12 (relembre o caso aqui).

Ela será substituída por Alexandro Ferreira de Souza, que assumiu nesta terça-feira e vai acumular funções com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica na pasta, que já estava sob seu comando.

Alexandro é ex-aluno do ministro Ricardo Vélez Rodríguez e possui licenciatura e bacharelado em Filosofia e especialização, mestrado e doutorado em Ciência da Religião, área de concentração em Filosofia da Religião, pela pela Universidade Federal de Juiz de Fora. É Vice-líder do Núcleo de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos/UFJF, desenvolve pesquisas no âmbito do pensamento luso-brasileiro, com interesse nos temas 'filosofias nacionais' e 'história das ideias filosóficas no Brasil'.

LEIA MAIS   Vélez Rodríguez demite Luiz Tozi da Secretaria-Executiva do MEC

Diferentemente de Tozi que foi demitido, Tania pediu demissão da pasta. De acordo com informações da Folha de São Paulo, a secretária havia pedido demissão na semana anterior, mas o ministro Ricardo Vélez a teria convencido a ficar. O fato de não ter sido consultada sobre a suspensão da avaliação do ciclo de alfabetização pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), entretanto, teria reacendido a vontade de deixar o ministério e culminado no pedido de demissão por parte de Tania.

LEIA MAIS   Ciclo de Alfabetização fica de fora do Saeb 2019

A suspensão da avaliação para o ciclo de alfabetização foi publicada no Diário Oficial no último dia 22. De acordo com a portaria nº 271, apenas Educação Infantil, 5º e 9º anos do Fundamental e 3º ano do Médio estariam contemplados na avaliação externa. O Instituto Nacional de Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Saeb, justificou que a suspensão da avaliação do ciclo de alfabetização se daria pelo momento de implementação da Base Nacional Comum Curricular, que muda a avaliação do 3º para o 2º ano do Fundamental entre 2018 e o início de 2020. Entenda mais sobre o caso aqui.

A saída de Tânia aprofundou a crise no MEC. Já nesta terça-feira (26/03), o ministro Ricardo Vélez Rodríguez assinou despacho publicado no Diário Oficial da União em que revogou a decisão do Inep de adiar a avaliação.

Rumores em Brasília divulgados pela imprensa dão conta de que o episódio deve render pelo menos mais duas exonerações até o final da semana.

Segundo O Globo, o ministro Ricardo Vélez teria encaminhado na segunda-feira (25) uma lista com nomes para exoneração, incluindo o presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues. Ele foi indicado por Antonio Testa, cientista político demitido antes mesmo de tomar posse.

Tags

Guias

Tags

Guias