Após tiroteio, escola de Suzano pode aderir a modelo cívico-militar

O anúncio foi feito pelo ministro Ricardo Vélez Rodríguez em sua conta no Twitter

POR:
Laís Semis
Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil 

O ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez anunciou na tarde desta sexta-feira (22/03) que estuda implantar o modelo cívico-militar na Escola Estadual Raul Brasil, alvo de um tiroteio que culminou na morte de 10 pessoas no último dia 13. Vélez anunciou também a antecipação do repasse anual do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), que disponibiliza recursos financeiros para melhorias na infraestrutura física e pedagógica. O anúncio foi feito em sua conta de Twitter.

O ministro também comentou que se encontrará na próxima segunda-feira (25/03) com o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, para estudar a viabilidade do modelo. A escola, entretanto, integra a rede estadual de Educação – pasta cujo responsável é Rossieli Soares. O modelo cívico-militar se baseia em uma gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação e a de Segurança Pública. Nessas instituições, os militares são responsáveis pelas áreas administrativa, patrimonial e disciplinar, enquanto a equipe docente responde pelo pedagógico.

LEIA MAIS   Escolas cívico-militares: expansão de modelo divide opiniões

O Brasil já conta com 120 escolas nesse modelo e, neste ano, o MEC criou uma Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares (Secim). A nova pasta do Ministério da Educação tem o objetivo de implementar e fortalecer  novos modelos de gestão nos padrões empregados nos colégios militares.

A Raul Brasil é a escola mais antiga de Suzano e foi construída na década de 1950. Conta com 1.034 estudantes regulares de Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio, de acordo com dados do Censo Escolar 2018, mais os cerca de 1.800 alunos do Centro de Línguas. São 120 funcionários. Os dados do Índice de Educação Básica (Ideb) da escola em 2017 apontam que o Ensino Fundamental 2 atingiu o índice de 5,8, ficando 0,1 ponto acima da meta da escola, 1 ponto acima da rede estadual da qual faz parte e 1,1 pontos acima da média nacional. Já o Ensino Médio da Raul Brasil não atingiu sua meta de 4,3, ficando com 4,1 pontos. Mas o índice já é maior que as médias nacional e estadual para a etapa, de 3,8.

LEIA MAIS   Após tragédia, escola reabre as portas em Suzano

.

Tags

Guias