Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

As crianças podem brincar de polícia e ladrão na escola?

Violência

POR:
NOVA ESCOLA
Telma Vinha. Foto: Marina Piedade E agora, Telma?

Telma Vinha é professora de Psicologia Educacional na Unicamp e tira dúvidas sobre comportamento.

Clique aqui para mandar a sua dúvida

Pergunta enviada por Gabriele Menezes Villas, Florianópolis, SC

Há uma crença equivocada de que as brincadeiras infantis influenciam a conduta moral e, portanto, as que incluem revólveres de brinquedo e objetos que fazem as vezes de espadas, por exemplo, estimulam um comportamento agressivo no futuro. Pesquisas mostram que isso não acontece. Não devemos dar aos jogos simbólicos o mesmo significado que os atos dos adultos. Ninguém vira bandido porque brincou de polícia e ladrão. Pelo contrário, nesses momentos, a criança trabalha internamente a violência a que é exposta no cotidiano - em filmes, noticiários, comentários dos adultos e situações presentes na comunidade em que vive. A brincadeira permite que os pequenos revivam alegrias, conflitos e medos, adaptando-se ao mundo e elaborando o que ainda não conseguem entender.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias