Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

O que o ano de 2018 reservou aos professores?

Avançamos em alguns pontos, mas retrocedemos em muitos outros

POR:
Mara Mansani
Óculos em cima de livro aberto com uma parede cheia de livros atrás
Crédito: Getty Images

Este foi um ano difícil, com muitas polêmicas, polaridades, enfrentamentos, reflexões. Na Educação, mas também no país de maneira geral. Avançamos em alguns pontos, como por exemplo no processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), mas, em minha opinião, retrocedemos em muitos outros, como o crescimento de movimentos de censura e cerceamento da liberdade de expressão e cátedra dos professores.

Sei que estamos em contagem regressiva para as férias, mas antes, para sairmos talvez um pouco mais tranquilos e estarmos mais preparados para o ano que se aproxima, é necessário fechar o ciclo de 2018. Para isso, inevitavelmente precisamos fazer um balanço geral de acontecimentos, de nossas ações na escola e na sala de aula e, finalmente, analisar como foi o ano para a Educação do nosso país.

E quantos acontecimentos! Muitos deles, tão importantes, afetaram meu trabalho enquanto professora, mexeram com minha rotina escolar e me levaram a refletir sobre a importância da contribuição do professor na construção de uma Educação de qualidade para todos. Qual é o nosso papel nessa luta?

Destaco, entre tantos acontecimentos, o processo de implementação da BNCC. Nesse aspecto, estamos em um movimento positivo, acredito, pois a construção do documento e todo esse processo trazem a necessidade do diálogo e de um estudo coletivo, entre todos os envolvidos na Educação brasileira.

O estudo sobre a BNCC me levou a refletir sobre minhas aulas, sobre possibilidades de inovação, correção de percursos de aprendizagem dos meus alunos, principalmente em relação à Alfabetização, e também me levou a buscar apoio de meus colegas professores. Poder fazer parte desse processo de construção da primeira BNCC brasileira já foi um grande ganho, além de ser um importante marco histórico na nossa Educação.

É claro que uma Educação de qualidade não se constrói apenas com uma Base Curricular. É necessário combinar uma série de fatores. Precisamos de muito mais, como infraestrutura adequada nas escolas, formação de qualidade aos professores, políticas públicas de valorização da docência. Mas a BNCC é necessária e fundamental, pois indica caminhos, explicitando nossa intencionalidade na construção da Educação de qualidade para todos. Afinal, como formar professores, garantir a aprendizagem, planejar e executar ações sem saber qual a Educação que queremos?

Também vivemos dias de muitas críticas, censuras e desrespeito aos professores neste ano. Mas peço que nos valorizem e nos respeitem. Somos mais de dois milhões na Educação Básica, lutando diariamente em condições difíceis de trabalho. A grande maioria de nós dá o seu melhor diariamente na sala de aula.

Cobram o profissionalismo de todos os professores, mas nem sempre nos oferecem as melhores condições profissionais em nossas escolas. Sei que há problemas estruturais, os dados sobre alfabetização de nossos estudantes nos mostram isso. Mas nossos problemas decorrem do fato da Educação ainda não ser realmente prioridade no país. E digo em um sentido mais amplo: prioridade não só dos setores e segmentos da Educação nacional, mas sim de toda a sociedade, das famílias, dos governantes.

Faço parte de uma rede de professores chamada Conectando Saberes, que reúne docentes de todos os estados brasileiros. Nós compartilhamos práticas e experiências de Educação realizadas em nossas comunidades, nos apoiamos em iniciativas e ações coletivas pela Educação de qualidade, debatemos e pensamos juntos novos rumos, acreditamos que a Educação pode transformar pessoas, e que essas pessoas vão transformar suas realidades. Posso garantir: nós, brasileiros, temos muitos professores desenvolvendo trabalhos maravilhosos com seus alunos e garantindo muita aprendizagem dentro e fora de sala de aula.

Mas o ano novo se aproxima, e com ele um novo ciclo. Que estejamos preparados para contribuir com a Educação dos nossos sonhos, e que ela possa ser realidade para todos os estudantes braisleiros.

E vocês, queridos professores? Como foi o seu ano? De que maneira os acontecimentos da Educação afetaram a sua rotina? Conte aqui nos comentários!

Um bom final de ano a todos e muito obrigada por todo esse ano juntos!

Um grande abraço,

Mara Mansani

Tags

Guias