Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

O que pode mudar na Educação com o novo ministro?

Ricardo Vélez Rodríguez já adiantou os principais assuntos de sua gestão, que começa mês que vem

POR:
Paula Calçade
O futuro ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez durante visita ao MEC   Foto: Reprodução/MEC

A partir de 1° de janeiro, as prioridades do Ministério da Educação estarão na Educação Básica, qualificação para o trabalho e fortalecimento da identidade nacional. “Atuaremos como base em princípios que alicercem o pleno desenvolvimento do cidadão, a qualificação para o trabalho e o fortalecimento da identidade nacional”, afirmou o futuro ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez em sua conta no Twitter.

O próximo gestor do Ministério da Educação é autor de mais de 30 obras e atualmente é professor emérito da Escola de Comando do Estado Maior do Exército.

LEIA MAIS   O que esperar do ministro da Educação de Jair Bolsonaro

Rodríguez era sondado para o Ministério da Educação pelo filósofo Olavo de Carvalho, referência para assuntos educacionais, culturais e sociais do presidente eleito Jair Bolsonaro. Alinhado com seus discursos de campanha, o futuro ministro já dá o tom de sua gestão, que começa em 2019: "Aceitei a indicação movido unicamente por um motivo: tornar realidade, no terreno do MEC, a proposta de governo externada pelo candidato Jair Bolsonaro, de 'Mais Brasil, menos Brasília'", escreveu em seu blog pessoal.

Em termos práticos, o que pode ser aplicado por Rodríguez em seu mandato e quais são os entraves políticos para que essas mudanças possam acontecer?

.

Tags

Guias

Aprofunde sua leitura