Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Relaxe | Inspire-se


Por:

“Estudei até Paulo Freire na Finlândia”

O professor Gilberto Oliveira tem 28 anos foi o primeiro da família a falar inglês e hoje mora na Finlândia

Sou de Manaus e fui o primeiro da família a falar inglês. Estudo e dou aula desde a adolescência. Aos 21 anos, vendi tudo para morar no exterior. Por meio de uma ONG de trabalho voluntário, fui para a Rússia. Foi quando passei a encontrar pessoas de lugares que antes só conhecia pelo mapa. Foi difícil sem dinheiro, cheguei a passar o dia só com um croissant. Mas, ao todo, já visitei 33 países, da Hungria à Palestina. Hoje, moro na Finlândia e estudo Educação Intercultural, curso voltado para professores na Universidade de Oulu. Aqui, pude pesquisar muito e estudei até Paulo Freire, mas fui a última turma de estrangeiros a cursar o Ensino Superior gratuitamente. Nos últimos anos, o país foi muito afetado pela ascensão da extrema direita e pela crise imigratória. Como não tenho cara de finlandês, já fui chamado de terrorista na rua. Aqui, fui voluntário em um centro para refugiados do Afeganistão, da Síria e também para curdos e somalis. Agora, estou entregando a dissertação de mestrado sobre engajamento juvenil. Mas logo quero partir para novas aventuras!

Gilberto Oliveira, professor, 28 anos