Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Conte | Caro Educador


Por: Leandro Beguoci

Precisamos pagar salários dignos aos professores

Pagar salários dignos aos professores é uma forma simples de dizer “educação é importante”

Um dos meus poemas favorito se chama “O rei de Ítaca”, da poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen. São cinco linhas muito bonitas.

A civilização em que estamos é tão errada que
Nela o pensamento se desligou da mão
Ulisses rei de Ítaca carpinteirou seu barco
E gabava-se também de saber conduzir
Num campo a direito o sulco do arado

Eu trago a Sophia para cá porque ela me ajudou a pensar no salário que nós, o Brasil, pagamos a você, professor. Se a civilização separou o pensamento da mão, o país separou a educação do professor.

O resultado deste erro bizarro é simples. Além do salário baixo, não oferecemos formação adequada nem boas condições de trabalho nas nossas escolas. Tratamos os professores como se a educação fosse acontecer apesar de vocês, e não com vocês. Isso precisa mudar.

É verdade que, nos últimos anos, evoluímos. Criamos o piso nacional docente e colocamos uma boa meta no Plano Nacional de Educação. Mas isso ainda não ganhou todas as redes do país como deveria. Essas bandeiras deveriam ser urgentes.

Quando converso com pessoas distantes do mundo da educação, costumo propor um exercício. Peço a elas que imaginem o lugar em que trabalham com as seguintes condições: 1) é proibido usar a internet 2) às vezes, vai faltar água 3) ninguém te prepara para o trabalho que você fará.

Em seguida, falo que milhares de professores do Brasil vivem exatamente sob essas condições. É um choque. “Como as coisas chegaram a esse ponto?”, me perguntam. Elas não chegaram, eu respondo. Elas estão assim faz muitas décadas.

O lado bom é que estamos falando mais sobre isso. Há cada vez mais professores que não se veem nem como coitadinhos nem como missionários. São pessoas que se enxergam como profissionais da educação, capacitadas a exercer uma profissão tão difícil e nobre quanto construir o próprio barco (se você for o rei de Ítaca e souber que seu sucesso depende da qualidade dos seus barcos, é claro).

Eu acredito em você, professor, professora. Estamos juntos para construir um Brasil que pague melhores salários, ofereça condições dignas de trabalho, forme melhor as pessoas responsáveis pela aprendizagem de milhões de crianças e adolescentes. Estamos juntos nessa saudável indignação.

Leandro Beguoci é diretor editorial e de conteúdo de NOVA ESCOLA. Contato: leandro@novaescola.org.br 

Foto: Tomás Arthuzzi/Nova Escola