Filmes para trabalhar o holocausto em sala de aula

Multimídia

POR:
Anna Rachel Ferreira

O massacre da Segunda Guerra Mundial é um tema sensível a todos e ver as mudanças em seus retratos cinematográficos, além de ensinar sobre o tema, mostra como cada época o assimilou

A Segunda Guerra Mundial e o nazismo são temas recorrentes na arte. Contudo, existe um receio no momento de retratá-los. O assunto é polêmico e faz parte das aulas de História no Ensino Médio. A reportagem "O horror e o humor" (VEJA 2394, 8 de outubro de 2014) trata dessa questão do ponto de vista da literatura. O livro "The Zone of Interest" (algo como "zona sensível"), do escritor inglês Martin Amis, retrata um campo de concentração do ponto de vista de um militar nazista e foi recusado nas editoras com as quais o autor vinha trabalhando. Rejeição explicada pelo modo leve e aparentemente banal como os personagens lidam com o que acontece ao seu redor. Mas, será que o autor acredita ser banal o tema ou faz uma crítica a banalidade? Essa é uma discussão bastante pertinente.

Questionamentos como esse também podem ser levantados ao analisar a produção cinematográfica sobre o holocausto. O que aqueles diretores queriam dizer? Qual era a posição deles sobre o assunto? Como a sociedade contemporânea a esses artistas lidavam com o massacre da guerra? O que mudou em cada produção? Para o pesquisador Marcos Napolitano, professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), é interessante variar, por exemplo, do melodrama para o documentário. "Depoimentos puros e simples fazem os alunos terem uma experiência real com o tema. Contudo, o melodrama lida com a emoção e mostra uma tendência do cinema para esse tipo de discurso", explica.

Com base nas indicações de Marcos Napolitano, reunimos sete filmes sobre o holocausto que podem render ricas discussões em sala de aula. Confira:

1. Noite e neblina (França, 1955)

Sinopse: Documentário encomendado pelo Comitê de História da Segunda Guerra Mundial. Mescla imagens coloridas dos campos de concentração e filmes de arquivos e traz um texto do escritor e ex-prisioneiro do nazismo Jean Cayrol (1911-2005).
Créditos: Alain Resnais. 32min. Com Michel Bouquet, Reinhard Heydrich e Heinrich Himmler. Classificação indicativa: 18 anos.
Trecho do filme:



2. O diário de Anne Frank (EUA, 1959)

Sinopse: O filme se baseia na narrativa escrita pela adolescente Anne Frank, então com 13 anos, no período de 1942 a 1944. A garota narra a rotina da comunidade que se escondia no gabinete de seu pai em Amsterdã, na Holanda, enquanto partilha seus anseios e emoções.
Créditos: George Stevens. 180 min. Com Millie Perkins, Shelley Winters e Joseph Schildkraut. Classificação indicativa: Livre.
Trailer:

 

Confira plano de aula sobre o filme: http://www.gentequeeduca.org.br/planos-de-aula/conte-que-populacao-civil-tornou-se-alvo-na-ii-guerra

3. A vida é bela (Itália, 1997)
Sinopse: Para proteger seu filho do terror e violência da guerra, Guido cria uma grande brincadeira enquanto ambos vivem em um campo de concentração nazista na Itália.
Créditos: Roberto Benigni. 116 min. Com Roberto Benigni, Nicoletta Braschi e Giorgio Cantarini. Classificação indicativa: Livre.
Trecho do filme:

 


4. O Pianista (França, Polônia, Alemanha e Reino Unido, 2002)
Sinopse: Inspirado nas memórias do pianista polonês Wladyslaw Szpilman, o longa retrata o Gueto de Varsóvia, onde os nazistas isolaram a comunidade judaica. Após ter sua família capturada, o pianista se escondeu em prédios abandonados até que a guerra terminasse.
Créditos: Roman Polanski. 150 min. Com Adrien Brody, Thomas Kretschmann e Frank Finlay. Classificação indicativa: 14 anos.
Trailer:

 

5. Shoah (França, 1985)
Sinopse: O título do filme quer dizer holocausto, na língua iídiche, idioma falado por comunidades judaicas do centro-oeste europeu. A obra é uma compilação de depoimentos sobre os campos de extermínio nazistas. A ideia é relatar e registrar o que aconteceu para que não seja esquecido.
Créditos: Claude Lanzman. 566 min. Com Simon Srebnik, Michael Podchlebnik e Motke Zaidl.
Trailer:

 

6. O menino do pijama listrado (EUA e Reino Unido, 2008)
Sinopse: Contado do ponto de vista de Bruno, um garoto de 8 anos, o longa conta a história de uma família cujo patriarca é designado a trabalhar no campo de concentração de Auschwitz. Em uma incursão pelas mediações da nova casa, Bruno faz amizade com um garoto preso no campo de concentração, com quem fala através das grades.
Créditos: Mark Herman. 94 min. Com Asa Butterfield, David Thewlis e Rupert Friend. Classificação indicativa: 12 anos.
Trailer:

 

7. Hannah Arendt - Ideias que Chocaram o Mundo (Alemanha, Israel, Luxemburgo e França, 2012)
Sinopse: A judia e alemã Hannah Arendt viaja a Israel para cobrir o julgamento do nazista Adolf Eichmann para a revista norteamericana The New Yorker. Na volta escreve artigos polêmicos que embasam o que se tornaria a teoria de banalidade do mal. Seriam todos os nazistas monstros?
Créditos: Margarethe von Trotta. 113 min. Com Barbara Sukowa, Axel Milberg e Janet McTeer. Classificação indicativa: 12 anos.
Trailer:


A cientista política, aliás, é referência também por suas reflexões sobre a Educação. Conheça as ideias de Hanna Arendt sobre Educação. Clique aqui.

 

 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias