5 livros com cartas de escritores

Obras que revelam a correspondência de autores, como a recém-lançada "Drummond & Alceu" (Ed. UFMG), trazem à tona detalhes sobre a vida e a produção de figuras da nossa literatura. Veja uma seleção de livros do gênero

POR:
Aurélio Amaral

Livro traz troca de cartas entre Drummond e Alceu Amoroso Lima

 

Além de livros, os escritores deixam muitas cartas para a posteridade. Das correspondências com amigos, familiares e colegas de profissão, é possível extrair informações interessantes - e talvez pouco conhecidas - sobre a vida deles e até mesmo reavaliar interpretações sobre suas obras, como mostra a reportagem Opostos Cordiais (VEJA 2413, 18 de fevereiro de 2015), que apresenta a troca de missivas entre Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) e Alceu Amoroso Lima (1893-1993), agora lançada no livro Drummond & Alceu - Correspondência de Carlos Drummond de Andrade e & Alceu Amoroso Lima (Ed. UFMG). "Muitas vezes, as missivas mencionam obras literárias ainda não finalizadas, o que permite observar as ideias ainda em curso", explica Claudio Bazzoni, assessor da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. A forma também é um aspecto interessante que merece ser trabalho com os alunos. Vale comparar o estilo do autor em cartas às suas técnicas literárias, buscando semelhanças. A seguir, Bazzoni elege cinco bons livros que reúnem textos desse gênero.

1. Me Escreva tão Logo Possa
Marcos Antonio de Moraes (org.), 167 págs., Ed. Salamandra, tel. 0800-172-002, 40 reais.
A seleção traz 21 correspondências, incluindo diferentes autores, entre eles Pero Vaz de Caminha (1450-1500), José de Anchieta (1534-1597), Gonçalves Dias (1823-1864) e Machado de Assis (1839-1908). O livro, de certa forma, reconta a história do Brasil, com base nos recortes forjados pelos autores dos textos. Como a antologia abrange um período histórico desde o século 15 até os dias de hoje - três das correspondências são e-mails -, esta é uma boa oportunidade para tratar da variedade formal e estilística do gênero ao longo da história.

2. Cartas do Coração - Uma Antologia do Amor
Elizabeth Orsini (org.), 268 págs., Ed. Rocco, tel. (21)3525-2000.
A obra, organizada pela jornalista Elisabeth Orsini, apresenta registros de manifestação do amor na correspondência de personagens da história com seus cônjuges, amantes e parentes. Há cartas inéditas, como a do escritor Nelson Rodrigues (1912-1980) à esposa Elza Bretanha, e a do cantor e compositor Cazuza (1958-1990) à mãe Lucinha Araújo. Nos textos, é possível perceber a intensidade e sinceridade com a qual os autores registraram paixões, felicidades, arrebatamentos e mágoas.

3. Quando o Carteiro Chegou ... Cartões-Postais a Purezinha
Monteiro Lobato e Marisa Lajolo (org.), 92 págs., Ed. Moderna, tel. 0800-172-002, 36 reais.
O livro é constituído por 31 cartões postais que o escritor Monteiro Lobato (1882-1948) trocou com sua noiva Purezinha (1884-1958) entre 1906 a 1908. A obra traz uma nova faceta sobre Lobato: um jovem apaixonado, ansioso pelo casamento, que deixa transparecer sua rotina de homem solteiro no interior paulista no começo do século 20. O escritor havia sido nomeado promotor público de Areias (SP) e dedicava uma parcela do tempo livre à escrita de correspondências. Parte integrante do acervo do Fundo Monteiro Lobato, no Centro de Documentação Alexandre Eulálio (Cedae), na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), os postais foram doados, entre outros materiais valiosos, por uma das netas de Monteiro Lobato.

4. Versos de Circunstâncias
Carlos Drummond de Andrade e Eucanaã Ferraz (org.), 288 págs, Instituto Moreira Salles, tel. (21) 3284-7400, 55 reais.
A coletânea reúne 295 poemas escritos por Carlos Drummond de Andrade, sob a forma de dedicatórias, homenagens, votos de boas festas, entre outros textos, deixados em três caderninhos entre 1951 e 1968. A opção de publicar a transcrição dos poemas ao lado das cópias fac-símile dos cadernos onde eram anotados ajuda a apreciar a obra. É possível, por exemplo, observar detalhes da caligrafia cursiva do poeta, além de e observar rasuras e anotações. Entre os destinatários dos poemas-dedicatórias, estão anônimos e autores como o ensaísta austríaco-brasileiro Otto Maria Carpeaux (1900-1978) e a escritora Lygia Fagundes Telles.

5. Correspondências - Clarice Lispector
Clarice Lispector e Teresa Montero (org.), 336 págs., Ed. Rocco, tel. (21)3525-2000, 46 reais.
As 129 cartas cobrem quatro décadas da vida de Clarice (1920-1977), dos anos 1940 até pouco antes da morte da autora. A compilação, organizada por Teresa Montero, autora de uma biografia da escritora, traz inquietações e dúvidas compartilhadas com amigos com os quais se correspondia frequentemente, como o escritor Fernando Sabino (1923-2004) e também com pessoas com que manteve trocas pontuais, como com o poeta Manuel Bandeira (1886-1968). Ela também discute sua própria produção literária quando, por exemplo, refuta a crítica de que seu romance Perto de Um Coração Selvagem tivesse sido inspirado no irlandês James Joyce (1882-1941) ou na britânica Virginia Wolf (1882-1941). As cartas, portanto, trazem um outro olhar sobre a obra de Clarice - o da própria autora.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias