Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

O início | Caro Educador


Por: Leandro Beguoci

Sem diversidade não há Educação

Para Leandro Beguoci, diretor editorial de NOVA ESCOLA, se a escola não for plural, ela fracassará na sua missão mais importante: formar para a cidadania

Educador, educadora, estou com uma pequena inveja de vocês. Vocês estão no futuro e, no momento em que estiverem lendo este texto, já saberão bem mais sobre o Brasil do que eu.

Calma, calma, explico. Terminei de escrever este texto no dia 9 de outubro de 2018, às 20h45. As últimas 48 horas foram as mais tensas da história recente do Brasil. Independentemente das suas escolhas políticas, podemos concordar que ninguém dormiu em paz. O país saiu do primeiro turno ainda mais dividido. Em meio ao turbilhão, finalmente publicamos uma reportagem que está há meses em gestação: o tema é a diversidade.

A escola é a instituição da diversidade. Todos têm direito à Educação. Quem acharia razoável escolher quem tem (e quem não tem) o direito a estudar? Porém, não foi sempre assim. Durante a escravidão, negros eram exceções nas escolas. Mais tarde, no século 20, a Educação era praticamente inacessível a quem fosse miserável ou morasse longe de uma cidade. Resultado? Só universalizamos o acesso nos anos 1990. Outros países fizeram isso um século antes. As consequências você já conhece…

A discussão do acesso, contudo, tem um problema. Não basta construir escolas. É preciso garantir um ambiente favorável à aprendizagem, onde professores têm prazer em ensinar e alunos em aprender. Caso contrário, as pessoas vão abandonar a escola. Esse é o nosso objetivo ao falar de diversidade. Queremos que a escola seja um lugar em que todos são acolhidos e respeitados. Não importa a cor, orientação sexual, o peso, a visão política, religião, deficiência. Escola é para todo mundo. Se não for, é um fracasso.

Sei que é difícil. Muitos desafiam a nossa visão de mundo, as nossas crenças, às vezes até a nossa identidade. Os recursos tampouco são fartos para dar conta de tanto trabalho. Concordo plenamente com você. Por isso, queria que a discussão de diversidade começasse de um jeito mais simples. Queria que fosse sobre princípios e valores. Não sei o que esperar do futuro em que você estará. Mas posso assegurar uma coisa: nossos princípios não mudarão. Defender a diversidade na escola é igual a defender a democracia no país. Um não existe sem o outro.

Leandro Beguoci é diretor editorial e de conteúdo de NOVA ESCOLA

Crédito: Tomás Arthuzzi/Nova Escola