Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

O final | Relaxe


Por: Beatriz Peres

Um museu, uma mostra de cinema e quatro podcasts para conferir neste mês

Em Brumadinho (MG), o Instituto Inhotim é a mescla de museu de arte comtemporânea e um jardim botânico. Veja essa e outras dicas nas indicações deste mês.

Museu

Inhotim junta arte e coleção de plantas

Inaugurado em 2006, instituto reúne várias galerias em enorme área verde em Brumadinho, no Vale do Paraopeba, em Minas Gerais 

Mistura de museu de arte contemporânea e jardim botânico, o Instituto Inhotim ocupa uma área de 140 hectares por onde se espalham 23 galerias, 23 obras de grande escala a céu aberto e uma coleção de 4.500 plantas. Construído aos poucos em uma propriedade privada em Brumadinho (MG), o acervo tem galerias temáticas dedicadas a artistas como os cariocas Adriana Varejão e Cildo Meireles e o pernambucano Tunga (1952-2016). A galeria Cosmococa apresenta a parceria entre Hélio Oiticica (1937- 1980) e o cineasta mineiro Neville D’Almeida na obra Cosmococa 5 Hendrix War, com redes mergulhadas em projeções de imagens e trilha sonora de Jimi Hendrix (1942-1970). Em setembro, o Inhotim recebe novas exposições temporárias, que devem ficar dois anos em cartaz. Entre elas, há um trabalho da japonesa Yayoi Kusama, que tem no acervo permanente uma versão de um de seus trabalhos mais importantes.

Quando? De terça a sexta-feira: das 9h30 às 16h30. Sábados, domingos e feriados: das 9h30 às 17h30.
Onde? Instituto Inhotim, Brumadinho, MG.
Preço especial para estudantes e professores: R$ 22. Às quartas-feiras, a entrada é gratuita para todos.


Cinema

Mostra de SP exibe filmes de 39 países em duas semanas

CENTRAL DO BRASIL: Vinícius de Oliveira e Fernanda Montenegro.
Crédito: Divulgação

Em sua 42ª edição, a mostra vai apresentar cerca de 300 filmes de quatro dezenas de países entre os dias 18 e 31 de outubro. Considerada um dos principais eventos de cinema do ano, a programação ocupa 20 espaços da capital paulista, entre salas de projeção, centros culturais e museus, além das já tradicionais exibições gratuitas e ao ar livre. Um dos mais importantes filmes da chamada Retomada do cinema brasileiro, Central do Brasil (1998), de Walter Salles, terá sessões especiais com uma inédita cópia restaurada, que celebra as duas décadas desde a estreia. Entre os destaques da seleção, estão os novos filmes de diretores como o norteamericano Spike Lee, o chinês Jia Zhang-Ke e o israelense Amos Gitai. Há ainda A Casa Que Jack Construiu, do dinamarquês Lars Von Trier, que fez muita gente abandonar a projeção no Festival de Cannes deste ano. Mas a melhor dica da mostra é: escolha uma sessão num horário bom para você e se aventure a descobrir um cinema novo. Você pode se deparar com um filme da Bulgária ou da Tunísia que dificilmente entrará em cartaz.

Quando? De 18 a 31 de outubro.
Programação completa: acesse www.mostra.org

Outros destaques






BlacKkKlansman
Direção: Spike Lee 




Ash Is Purest White

Direção: Jia Zhang-Ke






A Tramway in Jerusalem

Direção: Amos Gitai


4 podcasts para abrir a cabeça 

Programas estão disponíveis gratuitamente nos sites e nos agregadores de podcasts



Projeto Humanos
www.projetohumanos.com.br
O professor e escritor Ivan Mizanzuk conta histórias reais com linguagem de documentário.

 

Mamilos
www.b9.com.br/mamilos
Em formato de conversa de rádio, duas jornalistas discutem os assuntos da semana.

O Nome Disso É África
www.onomedissoemundo.com
A moçambicana Eliana NZualo fala sobre quase tudo: de cinema a questões sobre feminismo.

 

Politiquês
www.nexojornal.com.br/podcast
O jornalista Conrado Corsalette recebe convidados para discutir conceitos e temas de política.