Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

Como estimular a curiosidade científica nos alunos

Peixe tem ouvidos? Veja o que fazer ao se deparar com perguntas como essa (e para aumentar sua quantidade)

POR:
Mara Mansani
Crédito: Getty Images

As crianças são curiosas. Elas têm sede de saber, conhecer, descobrir e aprender. Acredito que a curiosidade seja uma característica natural e inata do ser humano. Mas como estimular e aproveitar essa característica a favor da aprendizagem dos nossos alunos?

Ainda que eu não tenha uma resposta definitiva, acho que uma boa maneira de aguçar esse interesse é propor espaços e momentos para as perguntas, os questionamentos das crianças. Precisamos parar dedar respostas prontas aos alunos.

Podemos -- e devemos -- fazer intervenções pedagógicas que também podem ser em forma de perguntas, que levarão os pequenos à reflexão, se possível à pesquisa, e podemos indicar os caminhos para a construção do conhecimento. São as perguntas, e não necessariamente as respostas, que levam ao conhecimento.

Meus alunos sempre me surpreendem com suas boas perguntas. Me lembro quando recebemos, em sala de aula, um aquário com nosso peixinho para cuidarmos. Fomos informados sobre o estresse que poderíamos causar ao animal se fizéssemos muito barulho, e um dos alunos imediatamente perguntou "Peixe escuta? Ele tem ouvidos?".

A pergunta dele rendeu boas aulas de pesquisa, leitura e escrita, interesse, motivação, participação dos alunos e muita aprendizagem!

Mas não é só em relação a temas científicos que podemos e devemos estimular a curiosidade e o questionamento em nossos alunos. Tudo pode ser questionado e se tornar objeto de estudo.

Há práticas pedagógicas que estimulam a curiosidade, ensinam os alunos a fazer boas perguntas, levam à reflexão e consequentemente ao conhecimento. A seguir, indico seis que podem ser desenvolvidas com a sua turma:

  1. A pergunta da semana
    Apresente a seus alunos uma pergunta especial por semana. Pode ser de qualquer área do conhecimento, desde que demande investigação e pesquisa por parte deles. Deixe a pergunta exposta em algum espaço da sala, como um cartaz ou mural, no início da semana para que eles tragam a resposta na sexta-feira. Oriente-os a pesquisar com o auxílio da família na internet ou em livros. É interessante já fazer uma lista prévia de perguntas, que podem ser desde "por que piscamos?" até "como são produzidos os chocolates?". Ao pensar nas perguntas, vale evitar as que demandam respostas muito longas, as que sejam complexas demais ou fáceis demais também.
  2. Caixa de perguntas
    As crianças têm muitas dúvidas em relação a seu corpo, seus sentimentos e outras coisas que dizem respeito à sua vida, mas nem sempre têm coragem de perguntar. Uma caixa para eles depositarem essas dúvidas pode ajudar. Deixe essa caixa permanente em um lugar de destaque na sala de aula. Para aqueles que ainda não têm autonomia na escrita, faça agrupamentos produtivos ou duplas que estejam com hipóteses de escrita próximas. Escolha, a cada 15 dias ou no intervalo de tempo que você preferir, uma dúvida para ser respondida à turma. Você pode escolher a surpresa do sorteio, mas eu indico se preparar e estudar para respondê-las.
  3. Explore conteúdos que instiguem ou respondam aos questionamentos das crianças
    Uso muitos vídeos dssas três séries que indico abaixo para responder às curiosidades típicas das crianças:

    Série De Onde Vem? (TV Escola)
    Universidade das Crianças
    Ciências Hoje das crianças

  4. Roda de conversa e curiosidades
    Pelo menos a cada 15 dias, faça uma roda de conversa com a turma sobre um tema levantado previamente por eles. Deixe que eles façam questionamentos a você e entre si sobre o tema da roda. Outra possibilidade é levar um objeto "secreto", escondido em uma caixa, que seja interessante para o estudo, para que as crianças façam perguntas primeiro para adivinhar qual é o objeto, e depois de descoberto, para saber sua utilidade, produção, etc.
  5. Leitura e escrita de texto: Você sabia?
    Depois da leitura de textos informativos científicos para e com os alunos, proponha a escrita de textos do tipo "Você sabia que... ?". Eles são ótimos para que as crianças aprendam a fazer e responder perguntas, além de ajudar na alfabetização, pois permitem muita reflexão sobre a base alfabética.
  6. Jogos e brincadeiras de perguntas e respostas
    Proponha jogos e brincadeiras do tipo "Passa ou repassa", um clássico da TV que existe até hoje. Para isso, deixe que as próprias crianças produzam as perguntas em grupo, e pesquisem as respostas. Depois, é só desafiar os colegas, se divertir e aprender perguntando e respondendo. 

Dessas atividades e de toda a postura que o professor deve adotar em sala de aula, o mais importante é saber ouvir os alunos e utilizar seus questionamentos como alavancas para a aprendizagem. Afinal, como já sabemos, o que move o conhecimento é a nossa curiosidade.

E vocês, professores, abrem espaço em suas aulas para os alunos questionarem? Quais são as estratégias que vocês usam? Querem saber se os peixes têm ouvidos? Eu e meus alunos já sabemos! Pesquisem com suas turmas e depois contem aqui nos comentários como foi.

Um abraço e até semana que vem,

Mara Mansani

Tags

Guias