Joice Mayumi Nozaki

Para mostrar as diferenças entre luta e briga aos alunos de 5ª e 7ª séries de São Paulo, a educadora levou a turma a estudar os movimentos corporais

POR:
Beatriz Santomauro
Foto: Marcos Lima
Prêmio Victor Civita - Educador Nota 10

No início do ano, as turmas de 5ª e 7ª séries da EMEF Professor Mario Marques de Oliveira, na capital paulista, não sabiam apontar as diferenças entre briga e luta. Coube à professora Joice Mayumi Nozaki definir com clareza a distinção: diferentemente das pelejas de rua, as lutas têm regras e objetivos próprios e fazem parte da cultura.

O planejamento das aulas incluiu o ensino dos elementos que estruturam as modalidades: equilíbrio e desequilíbrio, força, rapidez, atenção e agilidade. Para entendê-los na prática, os alunos experimentaram jogos como o braço de ferro e confrontos com bexigas (o objetivo era tentar estourar a do colega).

Além da vivência do movimento, Joice investiu na pesquisa. Enquanto a 5ª série inventava brincadeiras com base nos aspectos estudados, a 7ª série procurava na internet informações sobre técnicas, histórias, vestimentas e países em que são praticados o judô, a esgrima e a capoeira. "A meta foi ampliar o leque de práticas corporais que a garotada conhecia", explica Joice.

Joice Mayumi Nozaki

EMEF Professor Mario Marques de Oliveira, São Paulo, SP
Disciplina Educação Física
Conteúdo Lutas
Séries 5ª e 7ª

Compartilhe este conteúdo:

Deixe seu email e mantenha-se atualizado para assuntos de saúde na educação

Tags

Guias

Tags

Guias