MEC continua sem secretário-executivo

Haroldo Rocha decidiu voltar atrás, quando mudaram o convite de secretário-executivo do ministério para secretário de Ensino Superior

POR:
NOVA ESCOLA
Haroldo Corrêa Rocha, secretário de Educação do Espírito Santo: diga ao povo que fico    Foto: Fred Loureiro/SECOM-ES

Haroldo Rocha não será mais o secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), cargo que era de Maria Helena Guimarães de Castro. O atual secretário de Educação do Espírito Santo havia sido convidado para ocupar a vaga, mas anunciou nesta quarta-feira (20/06) que preferia ficar onde está.

A explicação? Segundo Haroldo Rocha, ele havia dito “sim” para o cargo de secretário-executivo do MEC, mas o governo Michel Temer teria mudado de ideia e dito que o convite seria para ocupar o cargo de secretário nacional de Ensino Superior. “Mudou o convite. Aí eu não topo”, afirmou Rocha à reportagem da Gazeta Online, do Espírito Santo. Haroldo Rocha reforçou que seu foco está na Educação Básica. Segundo ele, valeria a pena ir para o MEC para concluir a implantação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Sobre a mudança de convite, ele se limitou a dizer que entendia. “São coisas de governo. Não me chateia”, afirmou à Gazeta Online.

O anúncio de que Haroldo Rocha iria para o MEC foi feito no dia 7 de junho. Com sua saída, quem assumiria a pasta de Educação seria Aridelmo Texeira, da ONG Espírito Santo em Ação. Mas as exonerações de Haroldo e de Aridelmo não chegaram a ser publicadas no Diário Oficial, um indicativo de que talvez já houvesse uma preocupação com a indicação ao ministério. Aridelmo, que está licenciado da direção da organização, deve voltar à presidência da Espírito Santo em Ação.

 

Tags

Guias