Engenhoca contra a seca

Crianças usam sucata para criar sistema de irrigação em horta no Ceará

POR:
Priscila Ramalho

Fortaleza é famosa pela falta de chuva. Pacote turístico, ali, vem com seguro: se chover mais de três dias seguidos, o visitante ganha outra semana de graça no mesmo hotel. Por isso, a Escola Vila, na capital cearense, estimulou seus alunos a desenvolver um método de irrigação que, além de salvar a horta do colégio, rendeu uma boa aula de Ciências.

O sistema, que mantém a terra sempre úmida, é bem simples: um cano feito com garrafas de refrigerante percorre todo o canteiro; a água é colocada por uma das pontas e, por causa da diferença entre as pressões interna e externa, escoa lentamente por pequenos orifícios na lateral do tubo. "O sol forte aqui do Ceará resseca muito qualquer plantação", justifica a professora responsável pelo projeto, Fátima Limaverde. "Criamos um mecanismo que conserva as verduras sempre irrigadas."

Com a experiência, a turma também pôde observar alguns conceitos de Física. "Existem duas pressões sendo exercidas no conjunto: a da coluna d?água ? na garrafa vertical, que está tampada ? e a atmosférica ? do lado de fora do cano", explica o especialista em irrigação Clemente Ribeiro, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A tendência é que essas duas forças se mantenham em equilíbrio, impedindo o líquido de sair. Ao afrouxar a tampa ? permitindo a entrada de ar ? desestabiliza-se o sistema, que passa aos poucos a expulsar a água pelos furos.

Outro mérito da atividade foi mostrar que soluções criativas podem reduzir os custos dos agricultores. "As pessoas que sofrem com a estiagem não têm recursos para investir em equipamentos de alta tecnologia", analisa a estudante da 8ª série Alba Fernandes. "E garrafa de plástico existe em todo canto."

A consciência da pequena inventora foi plantada desde cedo na escola. "Mantemos as crianças ligadas aos problemas regionais para que elas possam, com suas cabecinhas cheias de idéias, buscar saídas inovadoras", emenda Fátima.

Tecnologia made in Fortaleza

É fácil reproduzir o experimento dos alunos cearenses. Veja como:

 ? Tire a tampa das garrafas e, com uma agulha, 
 faça três ou quatro furos na lateral de cada uma

 

 

 ? Recorte o fundo e encaixe uma na outra até o "cano" atingir o comprimento desejado

 

 ? Feche uma das extremidades e, na outra, emende uma garrafa na vertical. É por ela que será colocada a água e controlada a vazão nos furinhos - afrouxando ou apertando a tampa

 
 
 

Quer saber mais?

Creche, Escola e Espaço Cultural Vila, Rua Dom Sebastião Leme, 819, CEP 60050-160, Fortaleza, CE,
tel. (85) 227-0551, e-mail: vila@escolavila.com.br 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias